Envie esta página a um amigo!

quinta-feira, 29 de março de 2012

0

Filme: O turista



Título Original: The tourist
Género: Acção, Suspense
Ano: 2010
Realizador: Florian Donnersmarck

Quando este filme estreou nos cinemas logo causou um enorme "burburinho" ou não fosse ele estrelado por duas das maiores estrelas de Hollywood da actualidade: Angelina Jolie e Johnny Depp. Também nós não quisemos perder a oportunidade de ver um filme de acção que, ao que tudo indicava pela publicidade à volta dele, seria de imensa qualidade.

A história passa-se na bela cidade de Veneza.
Frank (Johnny Depp) é um simples turista que planeou passar umas fantásticas férias em Veneza. Contudo, no comboio que o transportava de Paris para o seu destino de férias, cruza-se com Elise (Angelina Jolie), uma mulher misteriosa que, por certo, esconde algum segredo. Para Frank, foi um momento de sorte uma vez que, aparentemente, vai ter a companhia de uma bela mulher durante os seus passeios pela cidade de Veneza. Contudo, Elise tem planos completemente diferentes, uma vez que o facto de ter conhecido Frank em nada se deve ao acaso, pois este simples turista foi escolhido para fazer parte de um plano, no mínimo, potencialmente mortal. 

Este é, certemente, o filme de acção com menos acção que já vimos nos últimos anos. A premissa do filme é interessante mas os desempenhos dos actores acabam por arruinar a história.
Angelina Jolie parece adormecida durante todo o filme, sendo mesmo difícil "arrancar" qualquer emoção da sua famosa cara. Quanto a Johnny Depp, a "esquisitísse" do actor permite-lhe brilhar nos imensos filmes de Tim Burton que tem protagonizado, mas acaba por tornar o personagem deste filme, Frank, demasiado estranha e fora do comum para aquilo que deveria ser um normal turista.
A história também é bastante parada e mesmo as (poucas) cenas de acção não passam de uns quantos tiros e pequenas perseguições.
Concluindo: grandes actores não fazem, obrigatoriamente, grandes filmes. Uma desilusão!

segunda-feira, 26 de março de 2012

2

Anime: Nausicaä do Vale do Vento

Ano: 1984
Título original: Kaze no tani no Naushika
Duração: 117 minutos
Realizador: Hayao Miyazaki
Escritores: Hayao Miyazaki (desenhos), Hayao Miyazaki (guião)


Nausicaä é uma princesa que vive num mundo pós apocalíptico, em que uma floresta venenosa se apoderou da terra e, para sobreviverem, os últimos humanos na terra têm de se proteger contra o veneno exalado pela floresta. Por força das circunstâncias, Nausicaä torna-se uma princesa guerreira, sempre pronta a combater em prol do seu povo. E é a sua curiosidade e espírito guerreiro que a levam a uma descoberta sensacional sobre a floresta venenosa.

O Anime, como sempre, não conseguiu desiludir-nos. Miyazaki faz, novamente, um filme delicado, um pouco parado (talvez seja dos mais parados dele e dos mais previsíveis também), mas com um final e uma moral de meter inveja a qualquer outro anime. De facto, a finalidade dos animes do autor têm sempre algo de moral e de importante, a ser transmitido à crianças e, neste caso, aos adultos também.

Aqui fica o trailer:



quinta-feira, 22 de março de 2012

3

Série: MacGyver

 

Ano: 1985-1992
Género: Acção, Aventura
Nº de episódios: 139 (7 temporadas)
Produtor: Henry Winkler


Uma das séries que marcou as décadas de 80 e 90 foi MacGyver. Ainda hoje muitos se devem recordar de alguns dos episódios mais emblemáticos desta fantástica série. É claro que a maioria nem sabe escrever ou pronunciar correctamente o nome desta série (para muitos, a série ainda hoje se chama "Magaiver" ou "Macaiver"), mas tudo isso é secundário se tivermos em conta que, graças a MacGyver, muitos de nós começámos a olhar para os utensílios de nossa casa de uma forma diferente. É por isso mesmo que o protagonista desta história é um dos nossos heróis favoritos de todos os tempos. É que enquanto a maioria dos heróis precisa de grandes carros, aviões, armas e roupas especiais para salvar o dia, tudo aquilo que MacGyver precisava era de uma colher, uma pastilha elástica ou um clip. Com apenas um desses objectos, MacGyver podia criar um carro, um míssel ou construir um arranha-céus com um estacionamento para, pelo menos, 150 carros.

A história é bastante simples, Angus MacGyver, um agente secreto das forças especiais, combatia os mais variados crimes (roubo, contrabando, rapto, etc.) sem nunca recorrer ao uso de uma arma de fogo. Tudo aquilo que MacGyver necessitava era do seu canivete suíço, que levava consigo para todo o lado, e um qualquer objecto que "estivesse mais à mão". A partir daí, a "magia" acontecia e as mais variadas soluções surgiam, permitindo que MacGyver salvasse sempre o dia.

Esta série é aquilo que consideramos uma fantástica série que esteve bem adequada para a sua altura. Comparada com as séries de agora, parece algo simples e desprovida de efeitos visuais surpreendentes, mas na sua época  MacGyver foi um verdadeiro fenómeno de popularidade.
De vez em quando, ainda revemos alguns episódios que nos ficaram na memória e voltamos a ser surpreendidas pela genialidade e engenho do seu protagonista.
 Sem dúvida, uma das nossas séries de eleição de sempre!!

segunda-feira, 19 de março de 2012

0

Entretenimento: Jogo Need For Speed World

Jogo: Jogo Need For Speed World
Tipo: Jogo online (gratuito)
Site oficial para Download: http://world.needforspeed.com/

Já há muito tempo que somos fãs dos vários Need for Speed. Jogámos o Underground, o Most Wanted e o Carbon. Recentemente, colmatámos a lacuna e decidimos instalar o WORLD. Estamos completamente viciadas!
Todos os dias, lá arranjamos um tempinho, para poder, pelo menos, apanhar todas as jóias que nos permetirão ganhar mais peças.

Mas o mais engraçado de tudo, é a possibilidade que temos de jogar com amigos, ou desconhecidos de todo o mundo, e irmos comunicando com eles com microfone :) A diversão é garantida!


quinta-feira, 15 de março de 2012

1

Filme: Os homens que odeiam as mulheres




Título Original: The girl with the dragon tattoo
Ano: 2011
Género: Drama, Mistério
Realizador: David Fincher


Gostamos imenso de David Fincher, aliás, alguns dos nossos filmes "de culto" foram realizados por este senhor. Por isso mesmo, mal soubemos de mais um filme deste realizador (o primeiro de uma trilogia), não perdemos tempo e tratámos logo de vê-lo!


Em "Os homens que odeias as mulheres", acompanhamos o jornalista Mikael Blomkvist numa investigação numa pequena ilha sueca. Basicamente, Mikael é incumbido de desvendar um mistério com 40 anos: o desaparecimento de uma jovem rapariga, pertencente a uma rica mas bastante problemática família.
Ao perceber que não conseguirá descobrir o que aconteceu sozinho, tal é a complexidade do caso, o jornalista decide recorrer à ajuda de Lisbeth, uma perita em computadores bastante invulgar, ou não tivesse ela um estilo punk, com piercings e tatuagens à mistura. 


Ficámos bastante desiludidas com este filme. A história não é nada original, já existem imensos filmes do mesmo género: um grande mistério que perdura ao longo de vários anos e que o protagonista terá que resolver.
Onde o filme poderia ter marcado pela diferença, a estranha Lisbeth completamente diferente de qualquer outro personagem, acabou por ser bastante aborrecido. De facto, Lisbeth e Mikael são uma dupla bastante improvável e poderiam ter "brilhado", mas a forma como enredo se desenvolve é tão monótona e previsível que não pudemos evitar comparar este filme com tantos outros, não muito bons, bastante semelhantes.
O mistério foi bastante fácil de desvendar e o momento de surpresa digno de "fazer o queixo chegar ao chão", a que David Fincher nos habituou em tantos dos seus filmes, nunca apareceu.
Foi mesmo uma grande desilusão e, sinceramente, provavelmente nem veremos o resto da trilogia. 

segunda-feira, 12 de março de 2012

2

15º Passatempo do FLAMES (em parceria com a Editorial Presença)

Tal como prometido, temos mais um passatempo para vocês. Desta vez, um sortudo irá ganhar um exemplar do livro "Os jogos da fome", um verdadeiro best-seller que foi considerado, pela Publishers Weekly e pelo The New York Times, o melhor livro de ficção infanto-juvenil no ano em que foi publicado.



SINOPSE:

Num futuro pós-apocalíptico, surge das cinzas do que foi a América do Norte Panem, uma nova nação governada por um regime totalitário que a partir da megalópole, Capitol, governa os doze Distritos com mão de ferro. Todos os Distritos estão obrigados a enviar anualmente dois adolescentes para participar nos Jogos da Fome - um espetáculo sangrento de combates mortais cujo lema é «matar ou morrer». No final, apenas um destes jovens escapará com vida… Katniss Everdeen é uma adolescente de dezasseis anos que se oferece para substituir a irmã mais nova nos Jogos, um ato de extrema coragem… Conseguirá Katniss conservar a sua vida e a sua humanidade? Um enredo surpreendente e personagens inesquecíveis elevam este romance de estreia da trilogia Os Jogos da Fome às mais altas esferas da ficção científica.


Para se habilitarem a ganhar já sabem o que fazer, preencham o formulário e.....BOA SORTE!!


quinta-feira, 8 de março de 2012

2

Série: Foi assim que aconteceu



Título Original: How I meet your mother
Género: Comédia, romance
Ano de estreia: 2005
Temporadas: 7
Produtores: Carter Bays e Craig Thomas



Apesar de não ser recente, só este ano começámos a ver a série "Foi assim que aconteceu". E ficámos agradavelmente surpreendidas com uma das séries mais engraçadas que já vimos nos últimos tempos!

Nesta história, Ted Mosby narra aos seus próprios filhos, em 2030, como é que conheceu a mãe deles. Há 25 anos atrás, Ted e os seus loucos amigos, Marshall, Lily, Barney e Robin, viveram as peripécias mais improváveis e as aventuras mais incríveis. A cada episódio, as gargalhadas são garantidas quando este grupo de amigos decide fazer o impensável acabando por envolver-se em situações, no mínimo, caricatas. 

A qualidade desta série é inquestionável. Com 5 emmys "no bolso", há muito que especialistas e o público em geral reconheceram que esta é uma série que está muito acima de outras séries de comédia.
Nós não podíamos concordar mais! O humor de "Foi assim que aconteceu" é excepcional, o guião é perfeito e os actores têm um desempenho fenomenal. Mas aquilo que mais gostamos nesta série é a forma, extremamente inteligente, como a acção se desenrola. Podemos perceber que a ordem das cenas e dos acontecimentos está pensada ao mais ínfimo pormenor. Desta forma, muitas vezes num mesmo episódio "viajamos" para diferentes épocas mas sem que a lógica da história se perca, sem que haja contradicções e sem que nos percamos. Isto é extremamente difícil de se fazer, principalmente numa série que já conta com tantas temporadas. E, na nossa opinião, isto é o que destaca "Foi assim que aconteceu" de outras séries de comédia do mesmo género.
A não perder para quem quiser divertir-se a valer com uma história engraçadíssima!

quarta-feira, 7 de março de 2012

2

Livro: Os jogos da Fome

Título Original: Hunger Games
Autora: Suzanne Collins
Editora: Editorial Presença
Páginas: 254
Género: Fantasia / Ficção Científica / Juvenil

Este é dos melhores livros de suspense de sempre ou, como diz o próprio Stephen King, VICIANTE (basta ver que demorámos 2 dias a lê-lo).
O livro faz-nos pensar e, por vezes, quase assustar com a brutalidade que a humanidade por vezes tem...



Trata-se de uma saga sendo este o primeiro volume. É praticamente impossível que alguém termine este livro sem ter vontade de ler os outros 2 logo a seguir, e nós não vemos a hora de o poder fazer.

Volume I -  Os jogos da Fome
Volume II - Os jogos da Fome: em chamas
Volume III - Os jogos da Fome: a Revolta

O livro passa-se num futuro pós-apocalíptico. Na América do Norte Panem surge, então, uma nova cidade/nação que passa a ser governada por um regime totalitário. Os vários distritos dessa nação são sempre obrigados a enviar dois adolescentes para que estes possam participar num espectáculo sangrento: devem participar nos Jogos da Fome! Jogos mortais onde o lema é «matar ou morrer». 
Apenas um jovem pode escapar ileso destes jogos.

No livro acompanhamos a aventura de Katniss Everdeen, uma adolescente que decide substituir a irmã. O que acontecerá? Conseguirá ela sobreviver?

Preparem-se para um "pacote" completo de suspense, com um enredo surpreendentemente bem estruturado, com personagens sólidas, que fará com certeza as delícias dos jovens, mas também de adultos que gostem do género. 
Nunca tínhamos lido nada desta autora mas ficámos bastante agradadas com a qualidade da sua escrita e com a forma como consegue "prender" o leitor da primeira à última página. Uma coisa é certa: depois de lerem "Os jogos da fome" vão ficar com Fome de ler mais!

quinta-feira, 1 de março de 2012

6

Anime: O túmulo dos pirilampos



Título Original: Hotaru no Haka
Ano: 1988
Género: Drama
Realizador: Isao Takahata
Argumentista: Akiyuki Nosaka


É engraçado como, por vezes, nos cruzamos com produções das quais nunca tínhamos ouvido falar e estas se tornam, a partir desse dia, nas nossas preferidas de sempre. Foi isso que aconteceu com "O túmulo dos pirilampos".

A história deste anime retrata um Japão em plena Segunda Guerra Mundial. Enquanto as aldeias japonesas sofrem ataques quase diários e a sua população faz de tudo para escapar às bombas, dois irmãos que perderam a sua mãe na guerra e cujo pai se encontra fora a lutar pelo exército, a pequena Seita e o adolescente Setsuko, tentam fazer de tudo para sobreviver. Contudo, o egoísmo das pessoas e as constantes privações vão tornar a sua luta diária num verdadeiro desafio.
Conseguirão eles sobreviver mesmo estando completamente sozinhos, sem casa num país onde a comida escasseia e nunca se sabe quando será o próximo ataque do inimigo?



Antes de ver este anime decidimos pesquisar um pouco sobre a opinião de outras pessoas que o viram. Em todos os comentários a ideia transmitida era a mesma: a história deste anime é simplesmente fantástica. No final, não podíamos estar mais de acordo!! É incrível como um anime tão antigo, data de 1988, é tão pouco conhecido...pois é simplesmente fenomenal!
Não se deixem enganar por se tratar de uma animação, pois "O túmulo dos pirilampos" consegue ser mais profundo do que muitos dos grandes filmes que todos conhecem e de que todos falam. Ainda não conseguimos perceber como não ganhou o Óscar para melhor filme de animação pois, na verdade, é uma das melhores animações que já vimos.
A história é simples, com cenas também elas simples mas, ao mesmo tempo, cruéis e comovedoras.
No final, não pudemos deixar de pensar nas pessoas que, ao longo de séculos, têm sofrido com as guerras que o Homem teima em manter. 
Este é um bom Anime para toda a gente, pequenos e graúdos, pois serve para nos fazer pensar no quão cruéis podemos ser e quais os erros do passado que devemos, a todo o custo, evitar.

Para quem ficou curioso e quiser ver o anime, aqui fica o link no youtube (que foi onde vimos o filme) com legendas em português.
Não hesitem pois não se vão arrepender!

http://www.youtube.com/watch?v=DNcKYcYXKcE


Ocorreu um erro neste dispositivo

1%

1%