Envie esta página a um amigo!

quinta-feira, 13 de maio de 2010

7

Filme: Mar Adentro

Título Original: Mar Adentro
Título Portugal: Mar Adentro
Ano: 2004
Género: História verídica, Drama
Realizador: Alejandro Amenábar

Hoje decidimos falar de um daqueles filmes a que ninguém consegue ficar indiferente. Tem uma história que, inevitavelmente, nos “obriga” a pensar e reflectir sobre assuntos que muitas vezes queremos adiar: a vida e a morte... mais precisamente o direito à morte.

Alejandro Amenábar apresenta-nos em Mar Adentro a história de Ramón Sampedro, um espanhol que após um mergulho no oceano que correu mal, quando ainda era jovem, fica tetraplégico e condenado a dividir o resto dos seus dias entre a cama no seu quarto e uma cadeira de rodas.
No filme, acompanhamos o dia-a-dia de Ramón que se divide entre a criação de poemas (que escreve com a boca) e as visitas da sua família e amigos. Contudo, cedo percebemos que Ramón pretende algo mais, pretende tornar-se livre. Para isso, apenas quer que o deixem realizar a sua última vontade – morrer. No entanto, apesar de ter o apoio daqueles que sempre estiveram ao seu lado ao longo dos anos – família e amigos – o governo espanhol deixa bem claro que a eutanásia é proibida no seu país e a igreja prontamente se opõe a Ramón. A partir daí, testemunhamos a luta de Ramón contra todos aqueles que se opõem ao seu desejo – tornar-se, por fim, livre – afirmando que “a vida é um direito, não uma obrigação”. Será que conseguirá realizar a sua última vontade?... 

Mar adentro foi reconhecido em todo o mundo como um dos melhores filmes do ano tendo, entre vários prémios e nomeações, vencido o Óscar e o Globo de Ouro em 2005 na categoria de Melhor Filme Estrangeiro. Pessoalmente, destacamos a brilhante interpretação de Javier Bardem (no papel de protagonista) que conseguiu viver autenticamente o seu papel e tornar o filme ainda mais fantástico (embora SURPREENDENTEMENTE não tenha conseguido o Óscar...).
Achamos que é um filme muito interessante que dificilmente conseguirão esquecer, pelo menos nós não conseguimos... 

Trailer


Desta vez decidimos apresentar um segundo vídeo pois não conseguimos resistir a este poema fantástico da autoria do próprio Ramón...enjoy:



Mar Adentro

Mar adentro,
mar adentro.

Y en la ingravidez del fondo
donde se cumplen los sueños
se juntan dos voluntades
para cumplir un deseo.

Un beso enciende la vida
con un relámpago y un trueno
y en una metamorfosis
mi cuerpo no es ya mi cuerpo,
es como penetrar al centro del universo.

El abrazo más pueril
y el más puro de los besos
hasta vernos reducidos
en un único deseo.

Tu mirada y mi mirada
como un eco repitiendo, sin palabras
'más adentro', 'más adentro'
hasta el más allá del todo
por la sangre y por los huesos.

Pero me despierto siempre
y siempre quiero estar muerto,
para seguir con mi boca
enredada en tus cabellos.

(Ramón Sampedro)


Bom resto de semana !!

Partilha no Facebook, Twitter ou Google Buzz:
Partilha no teu Facebook Partilha no teu Twitter Pubblica noGoogle Buzz

7 comentários:

  1. Javier Bardem Foi FANTÁSTICO e o filme é lindo!! Daqueles filmes que nos faz pensar...e que nos faz chorar!!! óptimo review..óptima escolha!

    ResponderEliminar
  2. Não podia estar mais de acordo!
    Parabéns!

    ResponderEliminar
  3. Já agora, a frase que eu mais gosto do filme (não quero estar a escrevê-la mal) mas é mais ou menos a que vou escrever, é quando o pai dele lhe diz que pior do que desejar a morte é ver que o um filho seu quer morrer....:((

    ResponderEliminar
  4. Roberta e Anónimo, ainda bem que gostaram da nossa escolha!
    Sim Roberta, essa frase é muito boa, na verdade o filme está cheio de frases fantásticas!
    Bom fim de semana!

    ResponderEliminar
  5. Actor muito muito bem escolhido!! E o filme é forte...é um must see!!!

    Beijo beijo beijo cachopas*

    ResponderEliminar
  6. Um belo filme, sim senhor!
    Quando o vi, fiquei a matutar nisto praí uma semana.
    Então vi-o outra vez e mais uma semana passei a reflectir.
    E agora vou ter de o ver outra vez xD
    Bela escolha meninas!

    ResponderEliminar
  7. Remolha, não podíamos concordar mais contigo. É impossível ficarmos indiferentes a este filme, independentemente das vezes que o virmos.

    Bom fim de semana!

    ResponderEliminar

Obrigada por ter passado pelo nosso Blog e por comentar! A equipa do FLAMES agradece ;)

Ocorreu um erro neste dispositivo

1%

1%