Envie esta página a um amigo!

sábado, 29 de setembro de 2018

2

[DIVULGAÇÃO]: Uma História Negra



Título: Uma História Negra
Autor: Antonella Lattanzi
ISBN: 9789896655495

Edição ou reimpressão: 09-2018
Editor: Suma de Letras
Idioma: Português
Dimensões: 148 x 228 x 20 mm
Encadernação: Capa mole
Páginas: 296

SINOPSE

Carla e Vito casaram-se muito novos. Foram o grande amor um do outro, mas o amor de Vito era obsessivo e violento. Assim que os filhos mais velhos saem de casa, Carla consegue divorciar-se e muda-se com Mara, a filha mais nova, para um bairro nos subúrbios. No terceiro aniversário de Mara, cedendo à insistência da filha, Carla convida Vito para o jantar. Depois de muito tempo a família está reunida e a noite corre surpreendentemente bem. Na sequência, Vito desaparece...


quinta-feira, 27 de setembro de 2018

2

[DIVULGAÇÃO]: Chamar as Coisas Pelos Nomes



Uma vez fui criticada porque tentei explicar a uma menina de 5 anos porque é que uma menina pode estar apaixonada por outra menina. Na cabeça desta criança, o amor é apenas heterossexual. É difícil explicar determinadas coisas às crianças e aos adolescentes, e sobretudo é complicado perceber o que devemos dizer a quem e em que determinada altura. Portanto, este livro reveste-se de enorme importância, e mal posso esperar para lhe dar uma vista de olhos mais aprofundada. Tenho a certeza que o vou utilizar e consultar inúmeras vezes. Façam o mesmo. 

Título: Chamar as Coisas Pelos Nomes
Autor: Vânia Beliz
ISBN: 9789896653118
Edição ou reimpressão: 08-2018
Editor: Arena PT
Idioma: Português
Dimensões: 150 x 228 x 14 mm
Encadernação: Capa mole
Páginas: 208

SINOPSE

O maior obstáculo à educação sexual começa no significado que damos à palavra «sexualidade». Mais do que uma palavra que nem sempre compreendemos bem, é, isso sim, uma fatia fundamental da vida, que não deve ser ignorada por pudor, desconhecimento ou medo.

Este livro, da autoria de uma das maiores especialistas em educação sexual do nosso país, é uma ferramenta essencial para lhe dar apoio na compreensão de cada fase do desenvolvimento da criança, do adolescente e do jovem, e inclui todos os conselhos e informação de que precisa para os educar para uma vida feliz e completa.
Vamos lá falar do assunto?
Vânia Beliz

Vânia Beliz licenciada em Psicologia Clínica, mestre em Sexologia, escreve, em 2010, o primeiro livro nesta área – Ponto Quê?. Realizou durante 3 anos, no programa Curto Circuito, da SIC Radical, uma rubrica quinzenal para jovens, sobre sexualidade.

terça-feira, 25 de setembro de 2018

0

279º Passatempo do FLAMES: 10 convites-duplos para ante-estreia (em parceria com a Lanterna de Pedra)


Temos 10 CONVITES DUPLOS para a ante-estreia do filme Gato Mau (com Rui Unas).

Os bilhetes são para a antestreia, dia 6 de outubro, às 10h30 da manhã no Cinema City de Alfragide (Lisboa). 

A estreia do filme nos cinemas é dia 11 de outubro. 

Basta preencheres o formulário... BOA SORTE :) 

SINOPSE

Shero é o protagonista principal do filme Gato Mau e o Rui Unas dá voz a esta personagem. Boémio, impulsivo, divertido e bom amigo são algumas das características do gato que vai "dar o que falar" este outono.


VENCEDORES:

Filomena Maria Rebelo
Guilherme Filipe Vieira Franco
João Paulo da Cruz Valente
Luís Miguel de Freitas Barradas
Manuel Antonio Pereira
Maria de Fátima Alves Vieira Correia Franco
Mariana Batista de Carvalho
Marta Sofia Neto Viegas
Nuno Miguel De Oliveira Prates
Ricardo Maurício Costa Correia Franco


0

[DIVULGAÇÃO]: Chega Aqui que Vamos Falar de Amor



O amor... sem dúvida um dos meus temas preferidos. Por isso não consegui ficar indiferente quando este livro chegou cá a casa, especialmente por ter vindo tão bem acompanhado. 
Não sou grande fã de romances românticos, mas este livro não é desse género. Fala de amor, enquanto conceito, e nesse sentido já me chamou mais à atenção. 
Espero ler em breve! 

Título: Chega Aqui que Vamos Falar de Amor
Autor: Francisco Sexto Sentido
ISBN: 9789897770982
Ano de edição ou reimpressão: 09-2018
Editor: Editorial Planeta
Idioma: Português
Dimensões: 150 x 210 x 25 mm
Páginas: 200

SINOPSE

Uma nova voz fresca e provocadora na narrativa portuguesa que destrói algumas mentiras que nos andam a contar sobre o amor e a capacidade de amar num mundo em que tudo é frágil e efémero.

Esquece tudo o que te têm dito sobre o Amor. Eles não sabem o que dizem. Devo gostar de mim, sim, mas antes e mais do que tudo? Não. Se eu não gostar de mim ninguém gostará? Treta. As mulheres são espectaculares, mas nunca vamos perceber como funcionam? Disparate. O Amor requer coragem e um grande coração? Sim. Mas já sabemos que não há almoços grátis. Francisco Sexto Sentido vai guiar-te na viagem mais importante da tua vida: o Amor. Preparado?

«É verdade, amo-te mais do que a mim mesmo. Não sei muito bem qual é a utilidade de vir ao mundo para me amar a mim em primeiro lugar. Sinceramente, acho que é uma actividade bastante desinteressante. Já me conheço. Estou aqui neste corpo e nesta cabeça desde que nasci.»

domingo, 23 de setembro de 2018

0

Entretenimento: O MagaFest 2018 ▲▼◆ está aí!


Festival de música alternativa que este ano traz ao palco 
• 3 compositores 4 concertos • 

Norberto Lobo 
Marco Franco 
Bruno Pernadas 

dão a tónica para o próximo dia 6 de Outubro na Casa Independente.



Por um dia, as MagaSessions transformam-se em MagaFest! É assim que se celebram as MagaSessions, sessões musicais que acontecem no Saldanha desde 2012, na casa de Inês Magalhães. Um espaço invulgar de concertos únicos e íntimos onde se divulgam e promovem músicos já estabelecidos no panorama musical português, bem como novos talentos que fazem a sua estreia na casa, por onde já passaram uma variedade de autores ao longo destes 6 anos apresentando aos convidados as mais diversas experimentações sonoras.

Norberto Lobo apresenta o seu mais recente álbum, “Estrela”, fruto da residência que fez em 2017 na Galeria Zé dos Bois, com Marco Franco, Ricardo Jacinto e Jaw Tembe. Com um grupo de músicos que facilitam a visita a outras paisagens e tomando como centro a sua guitarra, “Estrela” é uma exaltação fresca e misteriosa da música pelo seu instrumento de eleição.

Bruno Pernadas, acompanhado por António Quintino, Diogo Duque, Luís Candeias e Francisco Andrade, acontece no MagaFest com “Worst Summer Ever”, que aborda diversos estilos tais como música improvisada, jazz, rock e música erudita. Na conjunção destes estilos procura aquiloque se assume como identitário de cada um, combinando as diferentes linguagens harmónicas, rítmicas e texturais.

Marco Franco, auto-didacta das teclas e um nome familiar no imaginário pop português, apresenta “Mudra” o seu novo álbum, ao piano, queexiste numa tensão minimalista com um universo colorido de notas. Com passagens por projectos como Mikado Lab, Peste e Sida e colaborações com Dead Combo, Carlos Bica e Memória de Peixe, Marco Franco apresenta-se sozinho ao piano.

O grand finale que dá o mote ao MagaFest é o concerto de Montanhas Azuis, onde os três compositores se juntam num projecto que é uma das grandes surpresas de 2018. Rodeados de sintetizadores, piano e guitarra, os músicos fazem nascer um mundo tropical que desliza pela eletrónica dos seus universos pessoais.

Dia
6 de Outubro, das 18h às 02h, quatro concertos juntam três grandes nomes da música nacional, que agora se encontram e se misturam nos projectos de cada um.

Por tudo isto, desde 2012, o MAGAFEST é casa!

Os bilhetes custam 15€ e estão à venda na Ticketline e nas MagaSessions.

www.facebook.com/MagaSessions
http://vimeo.com/magasessions
www.MagaSessions.com

sexta-feira, 21 de setembro de 2018

0

[Divulgação]: A distância entre mim e a cerejeira


Há livros que quando chegam cá a cada me dão um impulso enorme para os ler. Este é um deles. Para além do mais, é um livro extremamente fotográfico (não ficou lindo, aqui numa das minhas cerejeiras?). O que mais me atrai nele é a capa extremamente apelativa, e quando o folheio parece que vai ser daqueles livros rápidos de ler, mas que ao mesmo tempo transmitem conforto. Na capa fazem uma espécie de paralelismo com "O principezinho". Mal posso esperar para o devorar! 

Título: A Distância Entre Mim e a Cerejeira
Autora: Paola Peretti
ISBN: 9789896655648
Ano de edição ou reimpressão: 09-2018
Editor: Nuvem de Tinta
Dimensões: 150 x 227 x 14 mm
Encadernação: Capa mole
Páginas: 200

Todas as crianças têm medo do escuro, mas felizmente, para a maioria, o escuro é temporário e o medo transitório. Para Mafalda, de nove anos, o escuro é a sua única certeza e o seu futuro: dentro de seis meses, uma doença macular degenerativa condená-la-á a uma cegueira irreversível. Como será a sua vida então? Um livro com uma mensagem inspiradora e muito poética sobre superação, sonho e amizade.

Uma história comovente para todas as idades inspirada na vida da autora.

terça-feira, 18 de setembro de 2018

0

[DIVULGAÇÃO] - Isto Vai Doer (Diário Secreto de um Médico)



Título: Isto Vai Doer (Diário Secreto de um Médico)
Autores: Adam Kay
ISBN: 9789898886255
Edição ou reimpressão: 08-2018
Editor: Cultura Editora
Idioma: Português
Dimensões: 150 x 229 x 17 mm
Encadernação: Capa mole
Páginas: 240

SINOPSE

Isto Vai Doer é um relato emocionante, cómico, e assustador de quem esteve na linha da frente no Serviço Nacional de Saúde britânico, numa profissão na qual as horas semanais de trabalho podem chegar a noventa e sete, em que diariamente é necessário tomar decisões de vida ou morte e a vida pessoal é relegada para segundo plano, não existindo tempo para os amigos e para relações duradouras. 

Esta é a história pessoal de Adam Kay, que utilizou o seu extraordinário sentido de humor para contar a sua experiência enquanto médico interno no Serviço Nacional de Saúde britânico. Em 2010, após seis anos de formação e outros seis como médico, abdicou da profissão por sentir que as condições impostas pelo sistema eram extremas e irracionais, nomeadamente remuneração mal ajustada em relação ao nível de responsabilidade exigido, que tiveram um forte impacto na sua vida profissional e pessoal.

Quando o livro chegou fiquei extremamente empolgada e, como sempre, fui partilhando algumas reacções nas InstaStories. Segue o FLAMES no Instagram em @flamesmr 


segunda-feira, 10 de setembro de 2018

5

278º Passatempo do FLAMES (em parceria com a Planeta)



Título: O Protector
Autor: Jodi Ellen Malpas
ISBN: 9789896578824

Edição ou reimpressão: 01-2017
Editor: Editorial Planeta
Idioma: Português
Dimensões: 153 x 233 x 31 mm
Encadernação: Capa mole
Páginas: 432
SINOPSE

Novo romance de uma autora de referência em Portugal no género erótico - mais de 35 000 leitoras em Portugal - que regressa com uma grande história de amor entre uma modelo de famílias ricas e o seu guarda-costas. O Protector tem os ingredientes necessários para agarrar e apaixonar as leitoras: uma grande atracção, segredos, tensão, um protagonista muito sexy e um grande amor.

Para seres um dos vencedores deste livro basta preencher o questionário em baixo. BOA SORTE

TERMINADO
Vencedor: Berta Vinagre

sábado, 8 de setembro de 2018

0

Livro: O corpo dela e outras partes (Carmen Maria Machado)



Título: O Corpo Dela e Outras Partes
Autor: Carmen Maria Machado
ISBN: 9789896655976

Edição ou reimpressão: 07-2018
Editor: Alfaguara Portugal
Idioma: Português
Dimensões: 150 x 233 x 19 mm
Encadernação: Capa mole
Páginas: 288

SINOPSE

Um livro-sensação sobre a condição feminina.
Uma mulher recusa deixar o marido tirar-lhe o misterioso laço verde que ela traz ao pescoço, é um pedaço sagrado, inviolável, de si e ninguém pode tocar-lhe. Outra mulher, isolada numa ilha enquanto uma praga aniquiladora se espalha pela Terra, lista os seus encontros sexuais ao longo da vida, tentando identificar aquele que a condenou. Há ainda uma outra epidemia que torna invisíveis algumas mulheres (sobretudo as jovens e bonitas), que depois reaparecem numa loja de vestidos num centro comercial, assombrando a empregada de balcão.

As narrativas destas páginas misturam géneros, combinam realidade e cultura popular com mito, folclore e fábula, e assim desafiam fronteiras, questionam o género como identidade, e pelo caminho contribuem para mapear a vida das mulheres, a sua força e vulnerabilidade, os seus apetites e compulsões, as suas transgressões e agressões.

Histórias terrenas e surreais, excêntricas e sensuais, alegres e cáusticas, cómicas e profundamente sérias, em que o corpo pode ser inconsequente, os humanos podem ser monstros, e a raiva pode ser erótica. O corpo dela e outras partes é uma visão simultaneamente sombria e luminosa, simples e extravagante, sobre o mundo no feminino, estendendo ao leitor um espelho ligeiramente distorcido do mundo que conhecemos e um convite a repensarmos as escolhas e relações que nos definem.

UM DOS MELHORES LIVROS DO ANO 2017: Barnes & Noble * Book Riot * Boston Globe * Chicago Review of Books * Elle * Huffington Post * Kirkus Reviews * Library Journal * Los Angeles Times * New York Times * Paris Review * Publishers Weekly * Washington Post * Esquire



Opinião 
Roberta Frontini

Quando recebi este livro achei que era uma obra totalmente distinta da que encontrei quando comecei a ler as primeiras páginas... sim, porque assim que o livro chegou peguei logo nele. Quando o iniciei e percebi o estilo achei que não tinha absolutamente nada a ver comigo. E depois? Depois devorei-o, porque simplesmente não conseguia parar de o ler. E assim, um livro de uma autora para mim totalmente desconhecia, de um estilo literário que não me atrai, conseguiu transformar-se num dos livros mais surpreendentes que li nestes últimos meses, tanto é que até o apresentei no clube de leitura do FLAMES e, simplesmente, não consegui parar de falar nele por uns bons dias. 


O livro é, na verdade, uma série de contos que a autora foi publicando em vários locais, e por isso falarei neles de forma distinta (tentando entrar no menor número de spoilers possíveis como vocês sabem). 

Antes de o lerem precisam de compreender que neste livro não há uma clara ligação entre os contos, e que todos estão um pouco desconexos (apesar de haver temas recorrentes em todos eles). Houve contos que adorei, e outros de que gostei menos, mas no geral, este livro valeu muito mas muito a pena.

O ponto do marido - 4*
Este conto, por ter sido o primeiro, surpreendeu-me logo, e deixou-me bastante agarrada à história. A autora vai conseguindo alternar cenas do quotidiano normal,  cenas do "macabro", mas de forma encantadora. Lembrou-me bastante a escrita de Bukowski. É verdade que o conto tem algumas cenas de sexo um pouco mais fortes, mas mesmo assim a escrita da autora e a forma como ela nos conta a história deixam-nos agarrados. Conta a história de uma mulher que encontra o seu príncipe encantado. Tudo corre bem, mas o facto de ela usar uma fita verde ao pescoço que não deixa que ninguém desenlace torna-se um mistério...

Inventário - 3*
Num mundo distópico uma doença é propagada, presumivelmente, através de relações sexuais. Uma mulher decide, então, fazer um inventário com todas as pessoas com quem teve encontros. Em cada paragrafo a autora conta um pouco da "relação" que teve com essa pessoa. A premissa pareceu-me muito interessante, mas as descrições de sexo tornaram o conto menos apelativo para mim. Existiu, a meu ver, muita promiscuidade sexual. 

Mães - 1*
Este conto foi, para mim, o mais difícil de me conseguir relacionar. Não consigo compreender bem porquê, mas acabei por o achar bastante confuso. Trata-se da história de um casal lésbico que decide ter um bebé. Apesar de inicialmente interessante, achei a escrita confusa. 

Especialmente abominável- 3*
Se, no início, este conto me pareceu bizarro, com o tempo consegui ficar agarrada a ele e foi-se tornando cada vez mais interessante. Conta a história de um "casal" de detectives que tem de resolver casos de homicídio etc. Mas a perspectiva é muito diferente... Para além do mais existem 2 personagens que são fisicamente iguais às personagens principais mas que são mais perfeitas. Sim, parece confuso, mas vale a pena ler o conto até ao fim. Continuará a ser confuso, mas mesmo assim fez-me soltar umas boas gargalhadas. No início parecem apenas histórias desgarradas, mas estas vão ganhando coerência à medida que o conto vai avançando. 

As mulheres de verdade têm corpo - 4*
Esta história está muito interessante. No mundo aparece um vírus que faz com que as mulheres, aos poucos, vão desaparecendo. Ou seja, começam aos poucos a tornar-se transparentes e a perder consistência. Através desta história a autora abre-nos os olhos para algumas questões mais relacionadas com o consumismo e o papel da mulher (por exemplo).

Oito dentadas - 4*
Mais um conto que nos faz reflectir sobre a importância que o corpo, por exemplo, pode ter na vida de uma mulher. Trata-se da história de uma mulher que decide seguir os passos das 3 irmãs e fazer uma cirurgia que fará com que ela tenha um copo mais bonito e não consiga mais ter fome para comer. Assim ela será, certamente, mais feliz. Mas com o tempo, em casa dela, aparece uma "forma" estranha com a qual ela terá de aprender a conviver... Achei um conto mesmo muito interessante. 

A residente - 4,5*
Foi talvez um dos meus contos preferidos. Daqueles contos que, no final, dá vontade de ligar para a autora e discutir sobre ele. Conta a história de uma senhora que vai para uma casa/refúgio que serve um pouco como um "retiro" para artistas. Nessa casa a nossa personagem principal irá tentar escrever um livro e, talvez, enfrentar alguns fantasmas do passado...

Um feitio difícil em festas - 4,5*
A par com o outro conto, este foi talvez um dos meus favoritos. Por vezes parecia confuso, mas o final vale imenso a pena e quando se percebem algumas coisas, o leitor de certo que irá ficar surpreendido e contente por ter dado uma oportunidade a esta autora. 

Eu fiquei extremamente agradada com a criatividade da autora, e vou sem dúvida ficar atenta para saber mais sobre alguns dos seus próximos trabalhos.

Em breve vou também fazer um vídeo sobre o livro... isto para verem como eu o achei interessante. Se já leram o livro ou estão a pensar ler, digam alguma coisa. 


quinta-feira, 6 de setembro de 2018

0

[OPINIÃO] O Diário das Raparigas Rebeldes 2018-2019







O Diário das Raparigas Rebeldes 2018-2019

Título: O Diário das Raparigas Rebeldes
Autores: Francesca Cavallo e Elena Favilli
ISBN: 9789896656799
Edição ou reimpressão: 08-2018
Editor: Nuvem de Tinta
Idioma: Português
Dimensões: 130 x 178 x 22 mm
Encadernação: Capa mole
Páginas: 384



SINOPSE
Depois do enorme sucesso de Histórias de adormecer para raparigas rebeldes, chega às livrarias o companheiro indispensável para o início do ano escolar de qualquer rapariga rebelde: O Diário das raparigas rebeldes!
De Setembro de 2018 a Agosto de 2019, vais poder registar todos os teus planos, sonhos, paixões, ideias e, ainda, organizar os teus dias e tarefas de Rapariga Rebelde.

Ao longo das semanas e dos meses, vais ficar a saber várias curiosidades sobre outras raparigas rebeldes e inspirares-te a grandes feitos com os quizzes divertidíssimos que preparámos para ti.

OPINIÃO 
(Roberta) 

Como bom filho a casa costuma voltar, este ano no Verão voltei à minha terra Natal. Claro que tive de passar por uma livraria onde vi à venda o O Diário das Raparigas Rebeldes 2018-2019. Todos os anos comprava sempre em Itália o meu diário. 

O Diário mais não é do que uma agenda preparado para os alunos. Desde o meu 5º ano que uso estes diários que comprava, quase sempre, em Itália, e que todos na escola me invejavam.

Os diários, para além de funcionarem como agenda, tendem a ter outros conteúdos, como curiosidades, testes, etc. Este não foge à excepção e temos desde os testes/quizzes e curiosidades, a imagens para colorir. 

Reparei que a versão italiana tinha também alguns autocolantes e a capa era diferente. Fui falando destas coisas nas instastories do instagram (se quiserem sigam-me por lá https://www.instagram.com/flames_mr/ 

Portanto, tive um enorme impulso para a comprar. No entanto, como ainda tinha a do ano passado para terminar, como já tinha a mala um pouco cheia (sim, com alguns livros também), achei que era melhor não exagerar. Qual não foi o meu espanto quando a recebi em casa. Não fazia ideia que ía ser lançada em Portugal. Fiquei extremamente feliz. 

Claro que não páro de a exibir, não só nas redes sociais, como no meu trabalho, e também já a comprei para oferecer, afinal de contas, quem é a rapariga rebelde que não quer "desencaminhar" as próprias amigas? 

Bom regresso à realidade a todos!


1%

1%