Envie esta página a um amigo!

quinta-feira, 25 de novembro de 2010

7

Manga: Detective Conan

Autor: Gosho Aoyama
Género: Mistério, Policial
Ano: 1994 – até à actualidade
Número de volumes: 70


À primeira vista pode não parecer, mas a verdade é que somos apaixonadas por Mangas (não, não nos referimos ao fruto mas sim a um tipo de arte japonesa que consiste em histórias num formato que normalmente designamos por “banda desenhada”). É um facto que, ao longo dos últimos meses, não temos falado sobre isto e o motivo deve-se pura e simplesmente a uma coisa: falta de tempo! É que com tantas coisas para fazer e tantas coisas para ver, acabamos, às vezes, por ficar sem saber muito bem “para onde nos devemos voltar”. Contudo, há uns dois meses atrás, lá decidimos regressar a esta nossa paixão e começámos a ler um novo Manga.
A escolha era imensa (existem, sem exagero, milhares de Mangas) mas a nossa atenção cedo recaiu sobre um Manga que já tínhamos ouvido falar: Detective Conan. Sendo um Manga muito popular no Japão (e noutros países como Reino Unido, Canadá e E.U.A.), tendo já dado origem a um anime com bastante sucesso, foi com muita curiosidade que começámos a ler esta aventura.

A história apresenta-nos um jovem estudante de 17 anos, Shinichi Kudo, que é um apaixonado por Sherlock Holmes e tudo o que esteja relacionado com mistérios. Muito inteligente, Shinichi, apesar da tenra idade, já por diversas vezes colaborou com a polícia para resolver vários mistérios, à partida irresolúveis. Contudo, num certo dia, Shinichi tem o azar de se cruzar com uma perigosa organização – a Black Organization – e ver a sua vida “voltada de pernas para o ar”. Quando os membros dessa organização se apercebem que o jovem detective sabe mais do que aquilo que eles desejariam, decidem dar-lhe uma substância secreta para eliminá-lo de vez. No entanto, o plano dos criminosos não corre exactamente como eles queriam e Shinichi sobrevive com apenas um senão: o seu corpo voltou atrás no tempo e ficou com o aspecto de uma criança de 7 anos. Assim, o jovem vê-se na necessidade de ocultar a sua identidade, sob o pseudónimo de Conan Edogawa, para que a organização não descubra que sobreviveu e também para que ninguém da sua família e amigos saiba o que lhe aconteceu.
Assim começam as aventuras do detective Conan que tem que perseguir a perigosa organização responsável pela sua situação ao mesmo tempo que resolve inúmeros mistérios que o (pouco eficiente) detective Kogoro Mouri – pai da amiga com quem Conan passa a viver – não consegue resolver.

Ainda estamos MUITO longe de nos podermos considerar adiantadas na história, mas por aquilo que vimos até agora há um conjunto de aspectos positivos e negativos que podemos enumerar:

Positivos:

- Apesar da sua relativa simplicidade, a história consegue “prender-nos”. Temos sempre vontade de ler mais uma página para descobrir o que acontecerá a seguir;
- As personagens sofrem uma evolução gradual ao longo da história o que torna tudo muito mais interessante e imprevisível.

 Negativos:

- Muitos dos mistérios que o detective Conan resolve são bastante simples. Não podemos dizer que sozinhas conseguiríamos chegar à sua resolução, mas quando a descobrimos não conseguimos evitar um certo desapontamento por muitas das vezes a explicação ser algo “simplória” demais;
- Os desenhos (não se esqueçam que se tratam de banda desenhada) são demasiado simples para o nosso gosto. Os traços são muito básicos e a disposição das imagens acaba por ser quase sempre a mesma (quando aquilo que gostámos é que variem e nos surpreendam);
- O elevado número de volumes (embora para alguns possa ser visto como um aspecto positivo) para nós, neste caso em específico, é algo de bastante negativo uma vez que, não sendo uma história FENOMENAL, não nos imaginamos a conseguir chegar ao fim desta colecção (que ainda nem sequer terminou). Achamos que este tipo de história teria muito mais a ganhar se tivesse até uns 30 volumes.

Bem, aqui ficou a nossa opinião sobre um Manga que muitos, tal como nós, poderão achar extremamente longo mas que, na verdade, desde a sua estreia até à actualidade tem tido imenso sucesso. Por isso, se gostam de histórias de detectives e têm vontade de “entrar” numa nova e longa aventura, Detective Conan é o Manga ideal para vocês.

Bons Mangas!

Partilha no Facebook, Twitter ou Google Buzz:
Partilha no teu Facebook Partilha no teu Twitter Pubblica noGoogle Buzz

7 comentários:

  1. Mangas, só conheço o fruto e os agasalhos para os braços a usar, especialmente, no tempo frio. Há mais mangas?
    HJ

    ResponderEliminar
  2. LOL! Adoro Detective Conan, mas nunca li o manga... Só via o anime... Sou viciado em detectives (profissão que tenciono seguir)! ^^

    ResponderEliminar
  3. Horácio: não leu o post se não saberia o que é um manga

    Leon/Alex: Tb gostava de ter sido detective, mas deixo isso como segunda profissão (Não é Mary?) lol

    Quanto ao manga, parece muito giro! Já tinha saudades de ver um manga aqui! optimo review com aspectos positivos e negativos! Gostei ;)

    ResponderEliminar
  4. Horácio, este é um terceiro tipo de mangas e podemos garantir-lhe que é o melhor tipo de todas! Devia experimentar um dia ;)

    ResponderEliminar
  5. Leon/alex, nunca vimos o anime, mas já ouvimos falar do seu ENORME sucesso. Talvez um dia (quando o tempo o permitir) comecemos a vê-lo.
    Se um dia fores detective, avisa-nos pois já temos um serviço para te dar...lá para os lados do Alentejo...

    ResponderEliminar
  6. Roberta ;)
    Claro que sim...toda a gente tem segundas profissões e nós não somos excepção. E, modéstia à parte, até que nem somos lá muito más!!

    ResponderEliminar
  7. :) :)

    Sim sim, precisamos de um serviço no Alentejo. Tenho mais um sinal para ti. Vou oôr no mail

    ResponderEliminar

Obrigada por ter passado pelo nosso Blog e por comentar! A equipa do FLAMES agradece ;)

Ocorreu um erro neste dispositivo

1%

1%