Envie esta página a um amigo!

quinta-feira, 10 de maio de 2012

0

Livro: On the beach





Autor: Nevil Shute
Ano: 1957
Género: Drama


Este livro, com mais de 50 anos de existência, foi um dos livros que mais nos fez pensar na sociedade dos dias de hoje.
Nunca tínhamos ouvido falar de Nevil Shute, o seu autor, mas ficámos surpreendidas com a história que escreveu há tanto tempo atrás mas que, infelizmente, nos recorda de uma séria questão dos dias de hoje: as armas nucleares.

A história de "On the beach" acontece num cenário de pós-guerra, após o mundo ter atravessado uma Terceira Guerra Mundial. Contudo, o que torna esta guerra tão fatídica é o facto de as armas utilizadas terem sido armas nucleares. Por isso mesmo, em 1963, a Austrália é um dos poucos lugares no Planete onde ainda existe vida. A radiação está a deslocar-se rapidamente, de norte para sul, e aqueles que vivem nesse continente sabem que terão o mesmo destino que todos os outros que pereceram no resto do mundo.
Como é que a população de Melbourne viverá os seus últimos dias? Todos sabem que a vida na Terra terminará muito brevemente, por isso mesmo, o que resta fazer?

É impossível ler uma história desta natureza e não nos questionar-mos sobre imensas coisas.
Hoje em dia, cada vez mais se fala de uma iminente guerra nuclear. Por isso mesmo, ao lermos este livro não conseguimos evitar uma sensação de preocupação crescente, à medida que percebemos, de uma forma como até então nunca tínhamos percebido, o quão perigosa poderá ser uma guerra nuclear.
Nevil Shute conseguiu descrever na perfeição o que é que um país inteiro, que sabe que a morte está iminente e que não há escapatória, poderá sentir, como é que as pessoas poderão reagir nos seus últimos dias, o que poderá passar pelas suas mentes.
No fim, não conseguímos evitar sentir-nos assustadas e esperar que uma guerra nuclear nunca chegue a acontecer.


Partilha no Facebook, Twitter ou Google Buzz:
Partilha no teu Facebook Partilha no teu Twitter Pubblica noGoogle Buzz

0 Opiniões:

Enviar um comentário

Obrigada por ter passado pelo nosso Blog e por comentar! A equipa do FLAMES agradece ;)

Ocorreu um erro neste dispositivo

1%

1%