Envie esta página a um amigo!

quinta-feira, 16 de junho de 2016

6

Série: Versailles




Ano: 2015
Género: Drama, Romance
Número de episódios: 10
Criadores: Simon Mirren e David Wolstencroft


* Por Mariana Oliveira *


Há várias anos que venho dizendo que ao contrário da maioria das pessoas que vê em Paris o ex-libris da nação francesa, para mim a cidade mais fascinante é Versalhes. O seu palácio e extraordinários jardins alimentam a minha fantasia há muito tempo e sonho com o dia em que poderei concretizar essa ambiciosa viagem.
Por tudo isto, mal soube que a RTP1 iria transmitir uma série televisiva cuja história retractava a construção do palácio, levada a cabo pelo famoso e excêntrico Luís XIV, percebi que não iria perder esta produção por nada neste mundo!

A história começa de uma forma algo “morna”, sendo que os primeiros episódios apenas mantêm a atenção do espectador muito por causa dos cenários incríveis, guarda-roupa impecável das personagens e festas/convívios exuberantes.
Contudo, à medida que a trama avança, começamos a conhecer os principais peões deste jogo, juntamente com as suas ambições e planos para as concretizar. Assim, começamos a realmente vivenciar esta história e percebemos que o drama e um enredo rico são características base em “Versailles”.

Apesar de sempre ter imaginado o Rei Luís XIV como alguém inacessível, frio e unicamente interessado nos bens materiais, gostei que tenham retratado o governante de uma forma mais humana nesta série. Assim, vemos um Luís XIV decidido e exuberante, mas que também sofre por aqueles que lhe são mais próximos e luta contra os seus próprios receios e dúvidas.
Sendo o clima de suspeita e traição uma constante nesta história, foi para mim muito interessante ir conhecendo aos poucos a motivação de cada uma das personagens à medida que revelavam a sua verdadeira face. Amigos que afinal são inimigos, nobres que na verdade pertencem ao povo… em “Versailles” as aparências iludem realmente e o rei precisa estar atento para perceber quem está de facto do seu lado e quem quer ver o seu império destruído.


Esta primeira temporada terminou de uma forma intensa e dramática, deixando-me com imensa vontade de continuar a acompanhar a história do Rei Sol e de um dos locais, a meu ver, mais bonitos em todo o mundo: Versalhes.

Partilha no Facebook, Twitter ou Google Buzz:
Partilha no teu Facebook Partilha no teu Twitter Pubblica noGoogle Buzz

6 comentários:

  1. Respostas
    1. Deixa lá que eu também tenho imensas séries em fila de espera :p
      Mariana

      Eliminar
  2. Eu vi e gostei. Não me empolgou muito, mas o final foi mais interessante, e continuo a querer ver a segunda temporada :)

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. De início também não fiquei muito empolgada, mas lá para o meio comecei a gostar mais! E sim, depois de um final daqueles é obrigatório vermos a continuação :p
      Mariana

      Eliminar
  3. Há mesmo uma segunda temporada? Pois a historia acabou em suspense.

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. No IMDB ainda não aparece nenhuma referência a uma segunda temporada, mas depois de um final daqueles acho que só faz sentido que venha a existir. Pode é demorar mais tempo do que o que quereríamos... :/
      Mariana

      Eliminar

Obrigada por ter passado pelo nosso Blog e por comentar! A equipa do FLAMES agradece ;)

Ocorreu um erro neste dispositivo

1%

1%