Envie esta página a um amigo!

quinta-feira, 10 de junho de 2010

6

Filme: À prova de morte

                                                                                   
                                                                                                                                                  
                                                             Título Original: Death Proof
Título Portugal: À prova de morte
Ano: 2007
Género: Acção, Thriller
Realizador: Quentin Tarantino


Os fãs de Quentin Tarantino que nos desculpem, mas temos mesmo que dar a nossa opinião sincera relativamente a mais um filme do realizador que nos tem habituado ao melhor e... ao pior. À prova de morte, tal como é costume em Tarantino, é bastante diferente dos filmes que estamos acostumados a ver e, desta forma, consegue destacar-se pela originalidade.

A história apresenta-nos Stuntman Mike (brilhantemente interpretado por Kurt Russell) um duplo de filmes que decide utilizar o seu carro “à prova de morte” para fins menos correctos: matar jovens raparigas indefesas.
Tudo lhe corre de feição até que, num certo dia, decide “brincar” com um grupo de raparigas que descansadamente conduziam o seu carro pelas ruas desertas dos E.U.A. Contudo, quando se apercebe, é o próprio predador que se torna na presa... A partir daí, o dono do carro “à prova de morte” inicia uma fuga pela sua vida, quando percebe que as raparigas não estão para brincadeiras…

O que se passa é o seguinte: se conseguirem aguentar os primeiros 40 min de diálogos lonnguíssimos (a grande paixão de Tarantino) e cenas aparentemente desnecessárias (a grande questão é: será só aparentemente??), talvez consigam apreciar a parte final do filme. A verdade é que gostámos dos últimos minutos, o que nos deixou a pensar:
- "Era mesmo necessário termos sido torturadas com uma lap dance, uma cena de beijos típica de liceu e uma conversa de bar sem interesse nenhum até chegarmos ao que realmente importa?"
 Sinceramente, parece que a genialidade de Tarantino tanto nos surpreende (ou não fosse Kill Bill um dos filmes no nosso top de preferências) como nos dá sono...
Mas bem, o melhor mesmo é comprovarem por vocês mesmos aquilo que estamos a dizer.


Trailer



Bons filmes!!

Partilha no Facebook, Twitter ou Google Buzz:
Partilha no teu Facebook Partilha no teu Twitter Pubblica noGoogle Buzz

6 comentários:

  1. Para se ver este filme tem que se ter em conta o contexto e o motivo por detrás da sua criação. Ve-lo isolado é das maiores secas da historia e para os dias de hoje é um filme sem grande sentido e objectivo pratico. O filme faz parte da série grindhouse...esse mais o filme "planet terror" têm como objectivo homenagear os filmes de terror dos anos 70...dai os momentos que para nós são desnecessários...é uma homenagem a filmes que eram de má qualidade, e que davam origem a sessões duplas nos cinemas onde passavam...como havia poucas bobines os filmes quando chegavam à ultima cidade em que exibiam por vezes já tinham pedaços em falta. Acho que acima de tudo eles os fizeram por piada e por terem um nome grande o suficiente que lhes permitiu fazer algo pelo gozo pessoal.
    A maioria não achou piada e com toda a razão...outras pessoas recordaram filmes do passado.
    Ai falei que me matei meninas...desculpem lá xD
    Beijinho e força com os posts =D*

    ResponderEliminar
  2. A meio-cheio tem razão
    estes filmes acho que pretendiam ser maus, tal como os b-movies dos anos 70. é uma homenagem
    pessoalmente não gostei do filme, mas também já estava de nariz torcido por ser o tarantino, enfim
    em todo o caso, este filme tem de ser visto com o espírito certo, não se pode procurar coisinhas para criticar, é mesmo para se ver e não se pensar em nada

    ResponderEliminar
  3. Meio Cheio, já tinhamos ouvido falar dessa "grande" ideia - a série Grindhouse. Contudo, achamos que não faz muito sentido um realizador tão admirado e conceituado, pegando nas palavras do remolha, "fazer um filme com o objectivo que seja mau".
    Mas bem, quando se fala em Tarantino tudo é possível...

    Bom fim de semana!

    ResponderEliminar
  4. Á prova de Morte????

    Oiçam, nós temos mesmo que nos conhecer melhor, adoro esse filme, Tarantino no seu melhor, o melhor realizador...

    Caramba, como eu gosto desse filme e como eu estou a gostar do facto de vocês gostarem desse filme...

    Fabuloso...

    E eu que andei todo este tempo à procura de um Bloge no femenino como o vosso, lindo...

    Este Bloge começa a ter alguma importância no Ranking dos Bloges fabulásticos que adicionei no meu Bloge...

    Continuem por favor, não parem de escrever aqui...

    Excelente

    madmax

    ResponderEliminar
  5. Gostaria também de realçar o facto de Tarantino ser muito esses diálogos que apenas aparentam não nos levar a algum lado mas levam e acreditam que nos levam bem mais longe no que diz respeito ao filme em questão...

    Tarantino é um realizador genial e também muito inteligente... não fossem os diálogos, esses mesmos diálogos de que falam estarem tão presentes e serem tão importantes no filme.

    Essa ideia do tipo de caçador passar a presa é genial...

    Tenho um post no meu Bloge que se chama "Carros, Mamas e Gore" nesse post falo de um documentário sobre cinema australiano da década de 70 e esse documentário é fundamental para se perceber algumas das cenas deste filme do Tarantino, por exemplo, nomeadamente a cena em que uma das garotas se passeia no capô do Ford Dodge Challenger.

    Este filme do Tarantino também faz muitas referências a um outro filme que vocês deveriam gostar muito. "Vanishing Point", até do ponto de vista da Psicologia o filme seria interessante para vós, mas vejam o original e não o remake por favor...

    Bjs...

    madmax

    P.S

    Vejam então o posto do meu bloge por favor, e comentem...
    "Carros, Mamas, e Gore"

    ResponderEliminar
  6. Sinceramente, continuamos com a ideia de que nem todos os diálogos do filme são assim tão importantes para a história em si.
    Em relação a Vanishing Point, é um filme que nunca vimos mas que quando tivermos oportunidade iremos fazê-lo.
    Obrigada por mais uma visita!

    ResponderEliminar

Obrigada por ter passado pelo nosso Blog e por comentar! A equipa do FLAMES agradece ;)

Ocorreu um erro neste dispositivo

1%

1%