Envie esta página a um amigo!

quinta-feira, 23 de agosto de 2012

2

Filme: Moulin Rouge




Ano: 2001
Género: Romance, Drama, Musical
Realizador: Baz Luhrmann

 
Este é um filme que, inevitavelmente, acabaria por aparecer no FLAMES, ou não se tratasse de um dos nossos filmes preferidos de sempre. Contudo, por "pressão" de uma fiel seguidora, decidímos falar dele agora.
 
 
Não deve haver ninguém que não conheça esta história: corre o ano de 1899 quando Christian, um jovem aspirante a poeta, decide viajar até Paris e fazer parte da revolução boémia da altura tentando, desta forma, vingar no mundo da escrita. Contudo, o caminho para a fama não se avizinha fácil e, numa última tentativa de se tornar um poeta conhecido, Christian decide tentar a sua sorte no Moulin Rouge, uma luxuosa casa de alterne. Contudo, o jovem escritor não estava preparado para enfrentar os encantos de Satine, a mais cobiçada cortesã do Moulin Rouge, nem esta podia prever que algum dia pudesse vir a apaixonar-se verdadeiramente por alguém. No entando, o amor deste jovem casal será posto à prova quando o Duque, que com o seu dinheiro mantém o Moulin Rouge em funcionamento, também se rende aos encantos de Satine e decide que esta lhe pertencerá.
 
 
Gostamos de TUDO em Moulin Rouge! É um filme fantástico não apenas pela sua história, mas também pelo desempenho dos seus actores, cenários e selecção de músicas.
Tratando-se de um músical, poderia caír no erro de exagerar no número e duração das músicas, mas este filme esteve muito longe disso. Todas as músicas, escolhidas "a dedo" para cada momento em particular do filme, são interpretadas de uma maneira brilhante pelos actores e tornam ainda mais "mágico" um filme já por si repleto de cenários coloridos e a fazer lembrar um mundo de fantasia.
A história varia entre momentos cómicos, momentos de romance e outros extremamente tristes e comoventes.
É um facto que logo no início é dito ao espectador como é que o filme terminará, mas nem isso consegue tirar-nos o entusiasmo por esta história, muito pelo contrário, cria em nós um interesse que nos acompanha até, literalmente, ao caír do pano neste fantástico filme.
  

Partilha no Facebook, Twitter ou Google Buzz:
Partilha no teu Facebook Partilha no teu Twitter Pubblica noGoogle Buzz

2 comentários:

  1. Finalmente!!! :D
    Este é dos meus filmes preferidos de seeempre! É tããããoooo incrivelmente espetacular!
    Em relação a sabermos o final, eu até me esqueci de tão embalada que estava.
    Ah! E a interpretação de "Your Song" do Ewan Mcgregor é brutal.
    Uma ótima semana*

    ResponderEliminar
  2. Sim! É mesmo! Mas,também, a música é tão bonita que era difícil não saír bem! Para nós está ainda melhor cantada do que na versão original...esperemos que o Sir Elton John não leia este comentário... ;)

    ResponderEliminar

Obrigada por ter passado pelo nosso Blog e por comentar! A equipa do FLAMES agradece ;)

Ocorreu um erro neste dispositivo

1%

1%