Envie esta página a um amigo!

segunda-feira, 14 de outubro de 2013

4

Livro: A Conspiração de Papel



Editora: Saída de Emergência
Ler excerto do livro: Cliquem AQUI
Informações sobre o Livro de Bolso: AQUI
Informações sobre o Livro em tamanho normal: AQUI
Nº de Páginas: 655 (versão de bolso)

Prémios ganhos:Barry Award for Best First Novel (2001)
Macavity Award for Best First Mystery Novel (2001)
Anthony Award Nominee for Best First Mystery (2001)
Edgar Award for Best First Novel (2001)

Já há muito tempo que tinha curiosidade em ler este livro, mas infelizmente o tempo não dá para tudo. Como já devem ter entendido, Richard Zimler é, neste momento, o meu escritor favorito. Estou apaixonada pela sua escrita e pelas temáticas que aborda. Daí até ler David Liss, foi um passo rápido e bastante óbvio para mim.
Depois de o ler posso dizer que "A Conspiração de Papel" é dos livros com o qual mais aprendi, e eu gosto de aprender com os livros! Ler uma história só por ler não me diz nada. Para além do mais, é o romance histórico mais divertido que li em toda a minha vida e, como tal, já se tornou num dos meus livros favoritos de sempre!

A história é absolutamente deliciosa: Benjamin Weaver é judeu e separou-se da sua família desde muito cedo por não se dar bem com eles, especialmente com o pai. Para conseguir sobreviver, passou por imensos ofícios: foi ladrão, boxeur, etc. Agora, para além de ser um espadachim exímio, é detetive e ganha a vida a encontrar o que as pessoas procuram sem achar (objectos pessoais, pessoas, ladrões, assassinos). É neste contexto que Benjamin é abordado por  um senhor para descobrir um mistério que, entre os vários contornos que assume, fará com que Benjamin acabe por investigar a morte do seu próprio pai.

O livro é brilhante. As tramas, os enganos, os enlaces, as relações, enfim.. os últimos capítulos são mesmo de tirar o fôlego e deixam o leitor absolutamente deslumbrado com a escrita de David Liss e a sua capacidade para engendrar tamanho enredo. Escrito como se se tratasse de um livro de memórias do próprio protagonista, este livro está redigido de forma simples sem ser simplista, divertida e permite-nos ter acesso a todos os pensamentos, sentimentos e emoções de Benjamin.

Trata-se de um livro cujo autor teve de fazer muita pesquisa histórica (e fê-lo muito bem!) e cuja personagem principal foi inspirada numa pessoa verídica: Daniel Mendoza, um destemido e famoso boxeur..

Curiosidades: Sabiam que David Liss adora Portugal e já cá veio várias vezes? Não é por acaso que um dos seus livros se chama O Mercador Português

Por: Roberta Frontini

Partilha no Facebook, Twitter ou Google Buzz:
Partilha no teu Facebook Partilha no teu Twitter Pubblica noGoogle Buzz

4 comentários:

  1. Olá, bom dia. Quero desde já agradecer ao FLAMES, pois foi graças à vossa partilha de opiniões que a minha lista de favoritos tem crescido a olhos vistos e a "Conspiração de Papel" é uma das obras que passou a fazer parte dessa lista com enorme distinção. Uma obra que todo o leitor (que goste do género, claro está) não pode perder de forma alguma, Acção, mistério, suspense, intrigas, romance... uma panóplia de sensações que nos preenche verdadeiramente enquanto o folheAmos. Querem saber mais? LEIAM :-D

    Alípio Vieira Firmino

    ResponderEliminar
  2. Ainda bem que não tarda já se pode ler o último!

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Em breve publico a minha opinião sobre a sequela deste.. mas entretanto ele já informou nas redes sociais que já tem data para publicar o próximo livro... só não sabemos é quando chega cá...

      Eliminar

Obrigada por ter passado pelo nosso Blog e por comentar! A equipa do FLAMES agradece ;)

Ocorreu um erro neste dispositivo

1%

1%