Envie esta página a um amigo!

segunda-feira, 3 de outubro de 2016

0

Livro: Casa de férias com piscina (Herman Koch)




Título: Casa de Férias com Piscina
Autor: Herman Koch
Editor: Alfaguara Portugal
Edição ou reimpressão: 2016
ISBN: 9789896651114

SINOPSE

Uma narrativa em que o mistério e a intriga concorrem para denunciar a hipocrisia e fragilidade da vida contemporânea.
Marcado por uma ironia desarmante, o enredo negro e fortemente psicológico de Casa de férias com piscina proporciona uma leitura ávida, controversa e intrigante que confirma o incrível talento literário de Herman Koch no dissecar da farsa amoral de uma sociedade à deriva.

OPINIÃO
(por Roberta Frontini)

Não.. não se preocupem que não vou dizer, mais uma vez, para olharem para esta capa absolutamente fantástica. Nem me vou repetir dizendo que adoro as obras da Alfaguara e que a qualidade das capas, em geral, se equipara à qualidade dos autores e das histórias que nos são apresentadas. Estaria a ser repetitiva e não pode ser! 
Vou-me focar apenas na história e nos sentimentos que esta me suscitou. 

Esta é a história de um médico e de um paciente. O paciente é um actor famoso e quando morre, os olhos voltam-se para o médico. Que terá acontecido? Porque está o médico, presumivelmente, em maus lençóis? E, em retrospectiva, é precisamente a história deste médico que vamos conhecer, e a história da relação entre estas duas personagens (ok, talvez mais algumas se lhes juntarão...). 

A primeira coisa que me saltou logo à vista, foi o humor do autor. Através de um tipo de humor mais subtil (arriscaria mesmo dizer que é inteligente) estas personagens são-nos apresentadas, bem como as suas redes de conhecimentos, as suas ligações, as suas vidas. A inveja, a hipocrisia, a mentira... o correcto e o errado, o ético e o justo.. tudo questões que são reveladas e discutidas através de um romance, uma história  bastante original e escrita de forma magistral. Ao longo das várias páginas o leitor sente-se como no meio de um local com novoeiro, e ao longo das páginas vamos sentindo o nevoeiro a dissipar-se, e a aurea de mistério começa a ser revelada. 

Eu adorei este livro, porque o achei original, inteligente (não só pelo uso do humor mas também pela crítica que tece), divertido... Achei-o completamente fora do comum, e senti que o autor me cativava ao longo do tempo. Mesmo tendo eu passado de meio do livro, continuava a sentir que precisava de respostas, que eu própria não conseguia classificá-lo... lá está, a originalidade dele torna-o difícil de definir, mas irresistível de ler. 

Estou muito feliz por ter tido a oportunidade de ter conhecido este autor (de certo que quero ler mais coisas dele) e de ter lido este livro no verão (acreditem, é perfeito!). 

Não deixem de lhe dar uma vista de olhos e, quem sabe, de mergulhar nas suas páginas e na sua história. 


Partilha no Facebook, Twitter ou Google Buzz:
Partilha no teu Facebook Partilha no teu Twitter Pubblica noGoogle Buzz

0 Opiniões:

Enviar um comentário

Obrigada por ter passado pelo nosso Blog e por comentar! A equipa do FLAMES agradece ;)

Ocorreu um erro neste dispositivo

1%

1%