Envie esta página a um amigo!

quinta-feira, 5 de outubro de 2017

0

Filme: It (Projecto Halloween)



Ano: 2017
Género: Terror
Realizador: Andy Muschietti


* Por Mariana Oliveira *




Há alguns anos que tinha vontade de ler o livro “It” de Stephen King, contudo as suas várias centenas de páginas sempre me dissuadiram a isso. Por isso mesmo, fui sempre adiando esta leitura. Agora podem imaginar a minha satisfação quando soube que iriam fazer uma adaptação ao cinema! Sim, sei perfeitamente que ler o livro e ver o filme são duas coisas completamente distintas mas neste caso optei pelo caminho mais fácil e fui directamente ao cinema. Por favor, não me julguem…


Sinopse:
“Um grupo de 7 amigos, conhecidos como “Os falhados” decidem investigar o desaparecimento do irmão de um deles, de quem não se sabe o paradeiro há um ano. Contudo, essa foi apenas uma das várias crianças e adolescentes que desapareceram da pequena cidade de Derry nos últimos meses. Aterrorizados, pais e filhos cumprem um recolher obrigatório até que se consiga perceber quem, ou o quê, anda a raptar sem piedade os jovens da cidade.”


Opinião:
Quando entrei na sala de cinema para a sessão da noite estava com bastante receio de o filme ser demasiado assustador. Tinha visto o trailer e ficado arrepiada, por isso estava à espera de encontrar o vilão mais aterrorizador de todos os tempos.
Vamos então por partes para que eu possa explicar porque é que comecei cheia de medo e terminei algo desiludida.

Inicialmente as cenas com o mítico palhaço são muito assustadoras. O seu sorriso arrepiante, a forma estranha como fala e o modo como corre (acreditem que ele corre de uma maneira perturbadora) deixaram-me completamente arrepiada. O problema prendeu-se, a meu ver, com a duração do filme e a quantidade de vezes que o palhaço apareceu. É que o filme tem mais de 2h e o palhaço aparece imensas vezes. Assim, este efeito de repetição permitiu-me, aos poucos, ficar imune ao efeito aterrorizador do palhaço e nas cenas finais para mim não passava de isso mesmo, um simples palhaço com tendências assassinas.
Não é só o palhaço assassino que aterroriza os jovens do clube dos Falhados, já que outros seres sobrenaturais são utilizados pelo vilão para amedrontar os protagonistas do filme. No entanto, esses nunca me assustaram. Por tudo isto, fiquei desiludida pois estava à espera de sair completamente arrepiada da sala de cinema e não foi isso que aconteceu.

Em relação aos momentos de humor da história, é verdade também há momentos mais descontraídos, não pude deixar de me divertir com este grupo de amigos que me recordou a minha infância: uma época em que brincávamos no exterior, em que ainda não nos tínhamos rendido às novas tecnologias e passávamos o dia todo na brincadeira até o sol se pôr.


Depois de ver o filme, fiquei curiosa com o livro. Duvido que algum dia venha a lê-lo, mas não posso deixar de questionar-me se a versão escrita desta histórica será realmente aterrorizadora. Provavelmente nunca terei uma resposta para esta questão…

Partilha no Facebook, Twitter ou Google Buzz:
Partilha no teu Facebook Partilha no teu Twitter Pubblica noGoogle Buzz

0 Opiniões:

Enviar um comentário

Obrigada por ter passado pelo nosso Blog e por comentar! A equipa do FLAMES agradece ;)

Ocorreu um erro neste dispositivo

1%

1%