Envie esta página a um amigo!

segunda-feira, 2 de junho de 2014

0

Série: Luna - O Mistério de Calenda


 
 
Título Original: Luna – El misterio de Calenda
Género: Mistério, Drama, Romance
Ano de Estreia: 2012
Nº de Episódios: 20
Criadores: Laura Belloso e David Bermejo
País de Origem: Espanha

 
A minha saudável obsessão por séries de nuestros hermanos continua e, desta vez, embarquei no desafio de acompanhar uma história sobre um tema já por diversas vezes abordado no mundo do cinema e da televisão: lobisomens.
 
Em “Luna – O mistério de Calenda” a acção decorre numa pequena aldeia espanhola, Calenda, perdida no meio das montanhas. Numa povoação tão pequena, os rumores e mitos podem ganhar dimensões surpreendentes, sobretudo o mito segundo o qual todas as noites de lua cheia um lobisomem ataca a aldeia. Ninguém está em segurança e todos são suspeitos. Será que o mito tem algum fundo de verdade? Se for esse o caso, qual será o habitante de Calenda que se transforma num terrível monstro?
 
Esta série segue a máxima segundo a qual “primeiro se estranha e depois se entranha”. O seu começo é algo enfadonho, repleto de clichés e de acontecimentos bastante previsíveis. O facto é que alguns dos mistérios inicialmente apresentados são de solução por demais óbvia e a trama, nos primeiros episódios, falha em apresentar-nos algo de original. Contudo, à medida que os episódios se sucedem, mais personagens são adicionadas à história e esta adquire uma maior complexidade e profundidade. Assim, a meio da série comecei realmente a apreciar esta produção espanhola e dei por mim “presa” aos mistérios de Calenda e ao eventual futuro dos protagonistas. A formula mágica para esta mudança? Mais segredos, desta feita interessantes, um maior desenvolvimento das personagens e um ritmo dos acontecimentos mais intenso.
Para terminar, não posso deixar de referir que algo que é uma constante em todos os episódios de “Luna – O Mistério de Calenda”, tal como nas outras séries espanholas que já tive o prazer de acompanhar, é a qualidade dos seus actores, que fazem dos seus papéis banais uma verdadeira obra de arte!

Partilha no Facebook, Twitter ou Google Buzz:
Partilha no teu Facebook Partilha no teu Twitter Pubblica noGoogle Buzz

0 Opiniões:

Enviar um comentário

Obrigada por ter passado pelo nosso Blog e por comentar! A equipa do FLAMES agradece ;)

Ocorreu um erro neste dispositivo

1%

1%