Envie esta página a um amigo!

quinta-feira, 24 de setembro de 2015

4

Livro: O Miniaturista



Título: O miniaturista
Autor: Jessie Burton
Coleção: Grandes Narrativas
Nº na Coleção: 599
Data 1ª Edição: 17/02/2015
Nº de Edição:
ISBN: 978-972-23-5458-5
Nº de Páginas: 404
Dimensões: 150x230mm

Sinopse:


«Nada do que está oculto deixará de ser revelado...»


Num dia de outono de 1686, a jovem Nella Oortman, recém-casada com um próspero mercador de Amesterdão, Johannes Brandt, chega à cidade na expetativa da vida esplendorosa que este casamento auspicioso lhe promete. Mas, entre a amabilidade distante do marido e a presença repressiva da cunhada, Nella sente-se sufocar na sua nova existência. 

Até que um dia, Johannes lhe oferece uma réplica perfeita, em miniatura, da casa onde vivem. Nella encomenda então a um miniaturista algumas peças para ornamentar a casa. Mas algo de surpreendente acontece: novas encomendas de miniaturas continuam a chegar sem terem sido solicitadas, como presságios silenciosos de futuras tragédias. 

O Miniaturista é um romance de estreia magnífico, sobre amor e traição, que evoca com grande sensualidade a atmosfera da Amesterdão do século XVII. Bestseller do New York Times e do Sunday Times, este livro foi ainda considerado o melhor livro do ano de 2014 pela Waterstones.

Opinião:

Há livros que, assim que saem, chamam a minha atenção, e este foi um deles.
No entanto, depois de me ter apercebido da quantidade de livros que tenho para ler, comprar livros de que não sei absolutamente nada, passou a ser um risco que não quero correr.
Felizmente tenho uma pessoa que tem os gostos muito parecidos aos meus [obrigada Joana] e ela costuma dizer-me que livros eu devo ou não ler, e quando ela terminou "O miniaturista" disse-me logo que o tinha de fazer.

Apesar de tudo, a minha relação com este livro foi algo conturbada.
Comprei-o novo pela net por 8,50€ e decidi lê-lo imediatamente, mas não consegui. A escrita é inicialmente muito estranha, e quase desgarrada de todo o resto do livro. Se eu não tivesse insistido (4 meses depois de ter tentado) não sei se o teria conseguido terminar.
Achei a primeira metade do livro demasiado arrastada. Estive sempre à espera que algo acontecesse o que fez com que não apreciasse a leitura.
A primeiro surpresa do livro (ou melhor, o que a autora queria que fosse surpresa) não o foi para mim, pois foi algo que adivinhei logo nas primeiras páginas. Com o tempo, as surpresas iam, no entanto, acontecendo... e a vontade de ler o livro foi sempre aumentando.

Apesar de tudo, a verdade é que este livro não foi aquilo que eu esperava. Dei-lhe 4 estrelas porque as últimas 100 páginas foram frenéticas e cheias de "acção", mas o final desiludiu-me e deixou muitas perguntas no ar. Se há uma coisa que detesto é quando uma autora demora imenso tempo a dar-nos pormenores ou a contar histórias que decide não terminar. É irritante, especialmente num livro cuja máxima inicial é: «Nada do que está oculto deixará de ser revelado...»

No final ficou-me a pairar no ar outra questão: será que a autora deixou tantas pontas soltas com a prespectiva de fazer uma continuação? 

Não sei, a verdade é que este livro não me encheu as medidas. Parece-me que tinha funciona melhor em filme do que em livro




Partilha no Facebook, Twitter ou Google Buzz:
Partilha no teu Facebook Partilha no teu Twitter Pubblica noGoogle Buzz

4 comentários:

  1. Respostas
    1. Não sei... eu acho que ficou tanto por explicar que pensei se a autora não quereria fazer um 2º livro explicando o que falta :P

      Eliminar

Obrigada por ter passado pelo nosso Blog e por comentar! A equipa do FLAMES agradece ;)

Ocorreu um erro neste dispositivo

1%

1%