Envie esta página a um amigo!

sexta-feira, 15 de abril de 2016

0

Eventos / Entretenimento




Rui Massena


"Estrada", primeiro single do novo álbum de Rui Massena, já foi lançado. 
Vídeo deste tema está disponível no site da Antena 1. 

A 15 de abril o pianista, maestro e compositor Rui Massena regressa aos álbuns em nome próprio com "Ensemble", levantando agora o véu deste novo disco com o lançamento do single "Estrada". O vídeo foi lançado em exclusivo no site da Antena 1, sendo que quem fizer a reserva do álbum no iTunes recebe imediatamente o single “Estrada”, enquanto a pré-compra do disco na FNAC garante um CD autografado.

Este "Ensemble" é o sucessor de "Solo" (2015), uma obra intimista, na qual Massena se focou somente no seu piano. Todavia, agora neste segundo álbum em nome próprio Rui Massena já contou com a participação da Czech National Symphonic Orchestra. O maestro mantém a "tranquilidade" que já caracterizava o seu primeiro disco de originais, mas agora dá-lhe toda uma envolvência orquestral, que traz também uma nova luz às suas composições.

Rui Massena prepara-se ainda para apresentar este "Ensemble" em dois grandes palcos: a 30 de abril atuará no Grande Auditório do Centro Cultural de Belém, em Lisboa, seguindo no dia 2 de maio até à Casa da Música, no Porto. Nestas viagens o seu piano estará também acompanhado de uma orquestra de cordas.





The Beatles 

3 volumes da coletânea "Anthology" estreiam mundialmente em streaming Compilações foram remasterizadas nos estúdios de Abbey Road, Londres 

Os três volumes da célebre série de coletâneas "Anthology", dos Beatles, estão disponíveis para escuta via streaming em todo o mundo. Lançadas originalmente em volumes de 2CD entre 1995 e 1996, as três coletânas "Anthology" reúnem gravações raras e inéditas dos Beatles, outtakes e versões alternativas de canções do grupo de Liverpool. 

Os single "Free as a Bid" e "Real Love", retirados de "Anthology, Volume 1" e "Anthology, Volume 2", respetivamente, foram finalizados em 1995 por George Harrison, Paul McCartney e Ringo Starr a partir das demos de 1977, gravadas por John Lennon. Aquando do seu lançamento original, "Anthology, Volumes 1-3" alcançaram os tops de vendas e atingiram a marca de multiplatina em vários países de todo o mundo. "Free as a Bird" tornou-se o 34.º top 10 hit dos Beatles nos Estados Unidos, tendo ainda sido distinguido com o prémio Grammy de Melhor Performance Pop por um Duo ou Grupo. "Anthology, Volume 3" inclui "A Beginning", um tema instrumental com arranjo orquestral gravado originalmente para o álbum "The Beatles" (também conhecido como "The White Album"). "Anthology, Volumes 1-3" foram remasterizados nos estúdios de Abbey Road pela mesma equipa de engenheiros de som responsável pelas reedições de 2009, premiadas então pelos Grammys. Esta mesma equipa conseguiu assim manter, com grande cuidado, a autenticidade e integridade das gravações analógicas originais. As coletâneas estão acompanhadas por um artwork de colagem criado por Klaus Voormann a partir do imaginário clássico dos Beatles. A 24 de dezembro de 2015, os 13 álbuns de estúdio que os Beatles lançaram no mercado europeu, juntamente com quatro compilações essenciais – "Past Masters (Volumes 1 &2)", "The Beatles 1962-1966", "The Beatles 1967-1970" e "The Beatles 1" – ficaram disponíveis para escuta através de serviços de streaming em todo o mundo. Agora junta-se-lhes esta peça essencial da histórica discográfica dos Beatles, "Anthology, Volumes 1-3".

Mika 

Mika lança DVD e Blu-ray com a sua "Sinfonia Pop" 

Cantor regressa este ano a Portugal: a 20 de maio no Rock in Rio-Lisboa 

No próximo dia 27 de maio será editado "Sinfonia Pop", nome do concerto orquestral concebido por Mika para os arredores do Teatro Sociale, em Como, Itália. "Sinfonia Pop" será lançado simultaneamente em DVD, Blu-ray e formato digital e dele fazem parte algumas das mais célebres canções do percurso do cantor britânico, nomeadamente "Grace Kelly", "Happy Ending", "Love Today", "Stardust", "Elle Me Dit", "Rain", "Relax Take It Easy", "Boum Boum Boum", "Underwater", entre outras. Mika é um artista único no panorama pop, com grande aclamação internacional, graças à sua voz singular e ao seu talento para a escrita de canções pop. 

Mundialmente já vendeu mais de 10 milhões de álbuns, que atingiram a marca de ouro e de platina em 32 países. O músico estreou-se, em 2007, com o single "Grace Kelly", que se manteve cinco semanas no 1.º lugar do top do Reino Unido. Desde então já lançou quatro álbuns de estúdio: "Life in Cartoon Motion", que venceu mais de 7 milhões de cópias e entrou diretamente para o 1.º lugar de vendas em 12 países diferentes; "The Boy Who Knew Too Much", de 2009, que chegou ao top 10 de mais de uma dezena de países e que inclui os sucessos "We Are Golden", "Blame It On the Girls" e "Rain"; "The Origin of Love", lançado em 2012, contém os singles "Celebrate", com Pharrell Williams, e "Popular Song", que foi regravado para um dueto com Ariana Grande, cujo vídeo conta com mais de 115 milhões de visualizações. O seu último álbum, "No Place In Heaven", foi lançado em junho de 2015. Mika também já foi distinguido e nomeado para vários prémios de prestígio, como os Grammys, Brit Awards, The World Music Awards ou MTV Europe. Filmado nos elegantes arredores do Teatro Sociale, originário do século XIX, em Como, Itália, "Sinfonia Pop" inclui as canções mais célebres de Mika, acompanhadas por uma orquestra dirigida pelo proeminente maestro e compositor canadiano Simon Leclerc. Este concerto foi uma recriação de três concertos que Mika deu com Leclerc no ano anterior, em Montreal, sendo um espetáculo de uma união perfeita entre a pop e a música orquestral. No concerto foram interpretados vários temas do mais recente álbum de Mika, "No Place In Heaven", bem como outros sucessos da sua carreira. Além do concerto de 109 minutos, o DVD inclui ainda uma entrevista com Mika e Leclerc. Pouco antes da edição deste DVD e Blu-ray, o cantor regressará para um espetáculo em Portugal, marcado para o dia 20 de maio no festival Rock in Rio-Lisboa.

Rodrigo Leão

"o retiro" de Rodrigo Leão chega a Espanha e Brasil e conquista imprensa
Novo álbum de Rodrigo Leão já foi editado no mercado espanhol e a 15 de abril é lançado no Brasil

Depois do sucesso alcançado em Portugal com "o retiro", álbum que entrou diretamente para o 2.º lugar do top nacional de vendas e para o 1.º lugar do top digital, agora Rodrigo Leão prepara-se para lançar este disco tão especial no Brasil, tendo data de lançamento marcada para o próximo dia 15 de abril.

O álbum já foi lançado em Espanha, em dezembro do ano passado, tendo Rodrigo Leão feito uma visita promocional a este país em janeiro que já está a dar os seus frutos. "o retiro" tem mesmo merecido largos elogios por parte da imprensa especializada do país vizinho. Segundo o El País "a música de Rodrigo Leão tem uma vocação cinematográfica". Já o La Razón define Rodrigo Leão como "um dos criadores mais profundos e originais da música portuguesa", destacando "o retiro" como "um projeto orquestral ambicioso (...) pleno de espiritualidade e emoção". Também a Agência EFE, a Radio 3 e a Radio 5 da RTVE têm destacado este novo álbum de Rodrigo Leão.

Uma vez que agora "o retiro" se prepara para chegar ao mercado brasileiro, o Canal Brasil vai recordar, na semana de lançamento, um outro projeto muito particular no percurso de Rodrigo Leão, "A Mãe", com a transmissão do concerto de apresentação deste álbum no Casino Estoril, no qual o músico esteve acompanhado pela Orquestra Sinfonietta de Lisboa, por Stuart Staples (Tindersticks), pelo argentino Daniel Melingo e pelo seu Cinema Ensemble. A transmissão do concerto realizar-se-á no dia 16, sábado, às 18h, e repete na sexta-feira, dia 22, às 10h.

"o retiro” foi editado no mercado português em novembro do ano passado, com o selo da prestigiadaDeutsche Grammophon, tendo sido gravado com o Coro e Orquestra Gulbenkian. No disco colaboraram o célebre Steve Bartek e Carlos Tony Gomes, nos arranjos orquestrais, a cantora Selma Uamusse, no single "Melancolia", ou João Eleutério, na coprodução. Gravado por Tobias Lehmann(responsável por muitos registos da Deutsche Grammophon) no Grande Auditório da Fundação Calouste Gulbenkian, em "o retiro" Rodrigo Leão debruça-se sobre importantes questões filosóficas, que se prendem com a procura do sentido da vida e de um lugar no mundo, temas que sempre estiveram presentes nas entrelinhas das suas criações e que são uma das suas principais fontes de inspiração.


Kika

Kika está de volta com um novo single, "If This Is Love"
Canção apresenta novo álbum da jovem cantora e fica disponível a partir de sexta-feira
Kika está de volta com um novo single, "If This Is Love", que serve de primeiro cartão-de-visita do seu segundo álbum de estúdio, a ser lançado proximamente, sendo o sucessor do muito bem-sucedido "Alive", lançado em 2013. O tema fica disponível a partir desta sexta-feira.

"If This Is Love" foi composta em parceria com Vicky Montiel, compositora e grande amiga de Kika, e com a sueca Aleena Gibson, que conheceu através do produtor RedOne (Lady Gaga, Nicki Minaj), com quem já tinha trabalhado no single "Guess It's Alright". "Essencialmente, [o single] tem que ver com uma relação atribulada, em que uma pessoa perdoa tudo por amor, apesar de não saber se o que sente é amor ('if this is love'), e, por outro lado, essa mesma pessoa espera que o amor não corresponda a essa sensação de conflito interior ('don't say that it's love')", diz Kika.

Sobre a colaboração com Aleena Gibson a cantora explica: "Tenho por hábito escrever músicas com a Vicky Montiel, que conheço há muitos anos e que partilha o meu gosto pela música. Considero-a especialmente talentosa com letras. A Aleena trouxe uma perspetiva diferente, partilhando também a sua experiência e, assim, fomos ajustando a música conforme o que nos parecia bem às três".

Kika começou a trabalhar nas canções do seu segundo álbum há sensivelmente um ano, com Dan Mcalister, que já tinha colaborado no disco anterior, e o que aconteceu desde então foi uma grande evolução musical por parte de Kika. "Este álbum tem uma sonoridade com a qual me identifico mais. Adoro todas as músicas e estou, sem dúvida, a cantar de forma diferente, o que seria de esperar, uma vez que vou lançar este álbum três anos depois do primeiro. Estou muito contente com o resultado e acho que o público e os fãs podem esperar ouvir músicas que têm mais que ver comigo e com os meus gostos pessoais. Estou ansiosa para que saia o álbum."





Partilha no Facebook, Twitter ou Google Buzz:
Partilha no teu Facebook Partilha no teu Twitter Pubblica noGoogle Buzz

0 Opiniões:

Enviar um comentário

Obrigada por ter passado pelo nosso Blog e por comentar! A equipa do FLAMES agradece ;)

Ocorreu um erro neste dispositivo

1%

1%