Envie esta página a um amigo!

segunda-feira, 18 de abril de 2016

0

Livro: Acordei como acordam os tolos, cheia de felicidades




Acordei Como Acordam os Tolos, Cheia de Felicidades

Autora: Ione França
Edição/reimpressão: 2015
Páginas: 176
Editor: 4 Estações Editora
ISBN: 9789898761057
Coleção: Estação Poesia
Idioma: Português

Sinopse

Neste novo livro, Ione França apresenta uma coletânea de textos, que intitula de Cantos, reflexões sobre o seu quotidiano, em prosa poética. Poesia madura e de grande sensibilidade e espírito crítico que por vezes nos desafia.
Magicamente, a autora envolve as palavras com mantos diversos, seja o da fantasia ou o da crueldade, o da angústia ou da ternura, o da dor ou da alegria, o da revolta ou da compreensão. Cada palavra é como a peça de um puzzle que a poetisa ensaia armar para construir um quadro que revela a sua inquietude pela mesquinhez e crueldade da alma humana, mas também o seu conhecimento e aceitação da beleza e das surpresas do mundo em que vivemos.

Opinião (por Roberta Frontini)

Fiquei curiosa com este livro assim que o vi, não só pela capa que é muito bonita e apelativa, como pelo título. Realmente nos dias que correm, quase parece que é preciso sermos tolos para conseguirmos sermos felizes.
Usando poucas palavras (porque se trata de poesia e não de textos longos cheios de floreados e repletos de coisas nenhuma), Ione transporta-nos para mundos diversos, à medida que mudamos de poemas. São textos repletos de emoção que nos fazem reflectir e que, por vezes, nos inquietam.  
Achei que os "Cantos", como ela os denomina, são bastante provocatórios, no sentido em que por vezes são criticas corajosas tecidas pela autora. 
Os poemas têm datas e foi para mim interessante ir vendo a "evolução" da Ione à medida que os poemas iam sendo escritos, ao mesmo tempo que me apercebi que alguns demoraram bastante tempo para serem escritor.
O livro é ainda acompanhado de ilustrações que são recortes e colagens interessantes de várias imagens sobrepostas, e que são também da autoria da Ione.
A combinar com as improváveis combinações dos retalhos das imagens, alguns dos temas também combina cenas do quotidiano com improbabilidades, numa busca incessante sobre o nosso mundo interior.
Todos os textos também formam um todo bastante coeso, o que faz com que os poemas faça sentido sozinhos, mas também agrupados.
Os temas são bastante diversos, apesar de haver alguns que são mais vezes referidos. 
Há felicidade? Sim.. mas também melancolia e saudade.
Enfim, um livro para se ir lendo e apreciando aos poucos...

Partilha no Facebook, Twitter ou Google Buzz:
Partilha no teu Facebook Partilha no teu Twitter Pubblica noGoogle Buzz

0 Opiniões:

Enviar um comentário

Obrigada por ter passado pelo nosso Blog e por comentar! A equipa do FLAMES agradece ;)

Ocorreu um erro neste dispositivo

1%

1%