Envie esta página a um amigo!

quinta-feira, 29 de setembro de 2016

0

Livro: Viver Depois de Ti



 Título Original: Me Before You
Género: Romance, Drama
Autora: Jojo Moyes
Editora: Porto Editora


* Por Mariana Oliveira *

Sabem quando sentem que todas as pessoas em Portugal estão a ler um livro e vocês são a única que não está a fazê-lo? Pois bem, foi precisamente isso que me aconteceu há poucos meses atrás quando, frustrada, percebia que todos estavam a delirar com a história de "Viver Depois de Ti" ao passo que eu aguardava pela oportunidade de também ficar a conhecer tão afamado livro. Assim, foi com entusiasmo que me embrenhei nas páginas deste romance mal tive oportunidade! (conselho: não ler a sinopse caso ainda não conheçam a história)


Sinopse:
"Lou Clark sabe muitas coisas. Sabe quantos passos deve dar entre a paragem do autocarro e a sua casa. Sabe que trabalha na casa de chá The Buttered Bun e sabe que não está apaixonada pelo namorado, Patrick. O que ela não sabe é que vai perder o emprego e que todas as suas certezas vão ser postas em causa.Will Traynor sabe que o acidente de motociclo lhe tirou o desejo de viver. Sabe que agora tudo lhe parece triste e inútil e sabe como pôr fim a este sofrimento. O que não sabe é que Lou vai irromper na sua vida com toda a energia e vontade de viver. E nenhum deles sabe que as suas vidas vão mudar para sempre. Em "Viver Depois de Ti", Jojo Moyes aborda um tema difícil e controverso com sensibilidade e realismo, obrigando-nos a refletir sobre o direito à liberdade de escolha e as suas consequências." 


Opinião:
A primeira coisa que quero dizer relativamente a este livro vem sob a forma de um conselho: se por acaso fizerem parte do (provavelmente reduzido) grupo de pessoas que ainda não leu esta obra, por favor não leiam a sinopse. Porque digo isto? Pelo simples facto de a própria história seguir uma linha que um leitor um pouco mais atento consegue prever com facilidade. Assim, quanto menos informação houver à partida mais probabilidades há de sermos completamente surpreendidos.
O que fiz eu? Li a sinopse claro está! E sofri na pele por essa decisão pois iniciei a minha leitura já com algumas suspeitas que se vieram a confirmar.
Contudo, mesmo tendo conseguido perceber com antecedência onde é que Jojo Moyes me iria conduzir, não consegui evitar ser uma verdadeira Maria Madalena nas últimas páginas e acabei a chorar, noite dentro, agarrada a um livro cuja história apesar de simples transmite uma mensagem poderosa.
Numa altura em que parece que estamos completamente assoberbados por todas as responsabilidades da vida e em que a crise, o facilitismo ou simplesmente o nosso medo em arriscar nos impedem de concretizar-nos por completo, foi muito interessante acompanhar a história de Louisa e Will. Duas pessoas com percursos tão distintos mas que, de uma forma divertida e inteligente, se complementam levaram-me a pensar mais alto e colocar alguns aspectos da minha vida em perspectiva. Afinal, ninguém sabe o dia de amanhã por isso mesmo o tempo presente é uma dádiva incrível que deve ser bem aproveitada.
A obra aborda alguns temas complexos, sendo que o ponto central é a eutanásia. Este assunto assustador, que quando é proferido nos faz olhar para o outro lado e fingir que nos é desconhecido, é aqui abordado pela autora de uma forma directa dando a conhecer o ponto de vista de quem quer terminar com a sua vida e de quem lhe é próximo e tenta remar na direcção oposta. Longe de ser um assunto consensual, não me parece que Jojo Moyes queira aqui de uma forma demasiado directa mudar opiniões, mas antes fazer-nos pensar e ponderar todos os argumentos.
Apesar de ter achado a trama previsível, tal como já tinha referido, não fiquei imune ao impacto emocional que "Viver Depois de Ti" teve em mim e irei recordar durante muito tempo as lágrimas que esta história me fez derramar.

Partilha no Facebook, Twitter ou Google Buzz:
Partilha no teu Facebook Partilha no teu Twitter Pubblica noGoogle Buzz

0 Opiniões:

Enviar um comentário

Obrigada por ter passado pelo nosso Blog e por comentar! A equipa do FLAMES agradece ;)

Ocorreu um erro neste dispositivo

1%

1%