Envie esta página a um amigo!

segunda-feira, 16 de maio de 2016

0

Livro: Doll Bones


Ano: 2013
Género: Aventura, Terror
Autora: Holly Black


É com saudade que recordo a minha fase, no início da adolescência, de leitora da série “Arrepios”. Como sempre tive uma apetência especial por histórias de terror, encontrei nesses livros uma oportunidade de me assustar a mim própria ao mesmo tempo que conhecia histórias curiosas e algumas divertidas até. Uma das minhas histórias favoritas, que é como quem diz uma das que mais me assustou, foi “A Noite do Boneco Vivo”. Lembro-me que durante dias andei pela casa com a estranha sensação de que os meus bonecos me espiavam nas costas...
Passados todos estes anos, decidi voltar a ler algo com um brinquedo assombrado, em nome dos bons velhos tempos e “Doll Bones” pareceu-me ser a história ideal.


Sinopse:
“Três amigos, Zach, Poppy e Alice têm como passatempo favorito brincar com os seus bonecos e imaginar histórias cheias de aventura e perigo. Contudo, tudo muda numa certa noite quando Poppy revela aos 2 amigos que está a ser assombrada pela boneca de porcelana que a mãe mantém religiosamente trancada num móvel lá em casa. Segundo reza a lenda, a misteriosa boneca é feita de ossos de uma menina desaparecida há décadas. Agora, a menos que os três amigos descubram onde a menina vivia e enterrem a boneca dando-lhe um merecido descanso, a maldição irá acompanhá-los para o resto das suas vidas…”


Opinião:
“Acredito que para as crianças esta história seja algo assustadora, pois é óbvia essa intenção por parte da autora com passagens sobre os olhares que a boneca parece lançar às crianças, frases sobre a boneca voltar à vida e outras situações do género. Contudo, com a idade que tenho tal já não é suficiente para me assustar pelo que, para mim, o livro foi antes uma história de aventura.
As três crianças são tão distintas entre si, com traços de personalidade tão vincados, que senti que estava a conhecer pessoas que realmente existem. Apesar de toda a história ser contada do ponto de vista de Zach, a Poppy e a Alice têm o mesmo protagonismo e todos se complementam para criar um grupo unido e aventureiro.
A história é muito simples mas tem lições verdadeiramente incríveis que servem tanto para os mais pequenos como para os adultos. Recordo-me particularmente de uma frase que, de uma forma inesperada, me tocou: He wondered whether growing up was learning that most stories turned out to be lies.”
Uma outra agradável surpresa foram as ilustrações que o livro tem. Quando o encomendei não me tinha apercebido que vinha ilustrado e, para mim, qualquer livro fica melhor com belas ilustrações!


Não posso deixar de pensar que se tivesse lido este livro há 15 anos muito provavelmente, se tornaria num dos meus livros preferidos. A aventura criada pela autora é grandiosa tendo em conta a idade dos protagonistas mas, ao mesmo tempo, é completamente possível que tal pudesse acontecer. Assim, no meio de tantos contratempos e decisões difíceis, depois de correrem contra o tempo e de se aventurarem por lugares desconhecidos, os três amigos vivem uma história inesquecível que nos leva a nós, leitores, a reviver a nossa infância e a recordar, com nostalgia, a nossa inocência e a crença de que podemos conquistar o mundo, típica de todas as crianças."


Por Mariana Oliveira

Partilha no Facebook, Twitter ou Google Buzz:
Partilha no teu Facebook Partilha no teu Twitter Pubblica noGoogle Buzz

0 Opiniões:

Enviar um comentário

Obrigada por ter passado pelo nosso Blog e por comentar! A equipa do FLAMES agradece ;)

Ocorreu um erro neste dispositivo

1%

1%