Envie esta página a um amigo!

quarta-feira, 2 de março de 2016

0

Deixava de dormir por... : Novidades do mês de Fevereiro

Ano bissexto significa uma coisa: mais um dia para ler! Opções são coisa que não falta pois as novidades de Fevereiro mostraram que em Portugal continua-se a apostar na qualidade.
São estes os livros que nos deixariam acordadas toda a noite...



"Desde o seu regresso da Irlanda, Diane virou a página da sua tumultuosa história com Edward, determinada a reconstruir sua vida em Paris. Com a ajuda do seu amigo Felix, lança-se de cabeça na compra e abertura do seu café literário. E é aí, em As pessoas felizes lêem e bebem café, o seu refúgio, que conhece Olivier. É simpático, atencioso e principalmente compreende e aceite a sua recusa em ser mãe novamente. Diane sabe que nunca vai se recuperar da perda da sua filha. No entanto, um evento inesperado muda tudo: as certezas de Diane, as suas escolhas, pelas quais tanto lutou, vão entrar em colapso, uma após a outra. Será que Diane tem a coragem necessária para aceitar um outro caminho"








"Bem-vindos ao Clube Custer Hill – uma sociedade secreta cujos membros incluem alguns dos homens mais poderosos da América. À primeira vista, trata-se de um sítio para relaxar com velhos amigos. Porém, num fim de semana, o clube reúne-se para falar sobre a tragédia do 11 de Setembro e dar os últimos retoques num plano de retaliação mortal, conhecido apenas pelo seu nome: Fogo Mortal. Nesse protocolo secreto, concebido durante a administração de Reagen, o Governo americano concebeu um plano para a aniquilação nuclear de todo o mundo islâmico, através de mísseis nucleares americanos, em resposta a um ataque terrorista à América. No mesmo fim de semana, um membro da Brigada Antiterrorista Federal é encontrado morto. Pouco depois, cabe ao detetive John Corey e à sua mulher, agente do FBI, desvendar uma astuta conspiração diabólica, que começa no Clube Custer Hill e termina num aterrador confronto nuclear..."




"Três mulheres são encontradas mortas com a pele gravada por sulcos de desenhos arcaicos e de
significado intrincado. Isto abre a contagem de uma longa lista de vítimas do mais recente assassino em série que vagueia pelas ruas da cidade. Quando, no clima de ansiedade desencadeado pelos misteriosos assassinatos, Katherine conhece David, a química entre os dois é imediata. David não é apenas bonito, é também culto, educado e atencioso. Mas Sael, o seu melhor amigo, é enigmático e contrastante: frio, hostil, e com uma intensidade perturbante. Sem se aperceber, Katherine vê-se envolvida num jogo de sedução em que as aparências não podem ser levadas em conta. Com o número de mortes a crescer, a cidade é tomada por uma psicose, e as raízes de uma história muito antiga estreitam-se em torno de Katherine e dos dois homens que lhe confundem o coração. Katherine Emerson nasceu para cumprir uma profecia secular, mas ela ainda não o sabe. No entanto, há um homem que o sabe: um assassino que persegue as mulheres da cidade de Nova Iorque. Um monstro que os media apelidaram de Homem Foice devido à arma que utiliza para transformar os corpos das suas vítimas em telas para a sua arte perversa. Ele rouba mais do que a vida das suas vítimas, e cada morte aproxima-o mais da mulher que tem de possuir custe o que custar. O Amor é Vermelho é um thriller escrito de forma brilhante. O leitor vai dar por si a levá-lo para todo o lado até chegar à última página"





"Mais Maldito Karma é uma fábula divertida e engenhosa, que nos ensina a lição mais importante da vida: não vale a pena viver se não o fazemos em pleno. Baseado em algumas premissas bastante bizarras e absurdas, David Safier constrói um romance com duas camadas: uma exterior, divertida e superficial; outra interior, que nos faz pensar quais são as nossas prioridades na vida e se valem a pena. Esta sequela de Maldito Karma, traz novas personagens hilariantes, como Daisy Becker, uma actriz falhada e maluca, que bebe, fuma e rouba os companheiros de casa; e o actor Steve Barton, supersexy, mas bastante estúpido."








"Decidida a ultrapassar um passado difícil, Erica Hathaway aprende muito cedo a fazer tudo sozinha. Dias após a licenciatura a jovem vê-se perante um painel de investidores que poderão, ou não, influenciar o seu início incipiente. A única coisa para que não está preparada é o aparecimento de um investidor lindo e arrogante, que parece determinado a fazer-lhe a vida negra. Bilionário e supostamente um hacker, Blake Landon, que fez fortuna com um software e que está habituado a conseguir aquilo que quer, atraído pelo dinamismo e pela beleza tímida de Erica, só pensa em possuí-la assim que a vê na sala de reuniões. Decidido a conquistá-la, o bilionário quebra-lhe as defesas e luta por ela, a ponto de quase perder o controlo de que tanto se orgulha. Mas, quando descobre um segredo no passado de Erica, Blake ameaça a confiança da jovem e também a vida que ela criou a tanto custo."




"Esta é a minha história. Nasci no dia 20 de abril de 1971, às 17 horas e dez minutos, e devia ter morrido no dia 10 de abril de 2009, às doze e trinta. Mas não morri. E preciso de vos contar porquê.» Começa assim o livro que nos conta a experiência de morte de alguém que esteve lá e voltou para contar, depois de um derrame cerebral. O azar trouxe-lhe uma médica negligente, com risco de vida multiplicado, e dor desnecessária. A sorte trouxe-lhe o regresso à vida. Mas, o que podemos fazer da vida quando um dia nos morremos e no outro voltamos? Tornar-nos mais sábios - e felizes - é talvez a única resposta possível. E sabedoria é coisa que vem com abundância à aproximação da morte. Misto de ensaio e reportagem, escrito em ritmo de romance, este é um livro insurgente. Sem medo de fronteiras estilísticas, todas as formas lhe assentam, porque todas obedecem ao registo intimista, sem com isso esquecer os que melhor pensaram e descreveram a experiência de morte ao longo dos séculos. Tolstói, Sartre, Montaigne, Dostoiévski, Séneca, Foucault, Santo Agostinho, Miguel Real ou José Cardoso Pires são alguns dos que contribuíram para a reflexão que aqui se publica. Com isso, passaram também a fazer parte de uma história real que nos obriga a refletir sobre o sistema de saúde, sobre a morte, mas mais ainda sobre a vida. Afinal, somos todos vivos provisórios. Mas a morte assim, tão juntinha a nós, também pode tornar-se a melhor amiga da vida."



"Presentes de norte a sul do território português, os castelos e as cinturas de muralhas que serviram um dia para proteger vilas e cidades são, ainda hoje, testemunhos vivos de um dos períodos mais fascinantes e ricos da História de Portugal. Apesar de detentoras de uma inegável carga simbólica, nomeadamente enquanto formas de ostentação do estatuto social, da riqueza e da autoridade dos seus senhores, as fortalezas medievais foram erguidas sempre com um propósito claramente militar. Em resultado da missão que desempenhavam, eram constantemente alvo dos exércitos inimigos, pelo que um estudo a elas dedicado não pode deixar de contemplar uma análise da guerra de cerco e da sua importância nessa época. Guerreiros de Pedra é um documento fundamental sobre as fortificações medievais portuguesas, dando-nos a conhecer as suas características arquitectónicas, os personagens que promoveram a sua edificação, os homens que as comandavam e vigiavam, o modo como eram atacadas e defendidas, bem como alguns dos episódios militares e acontecimentos mais marcantes da sua história." .



"Quando é que houve a primeira crise económica em Portugal?
Quando é que se deu a maior vaga de emigração portuguesa?
A monarquia portuguesa alguma vez chegou à bancarrota?
Portugal tinha direito aos territórios do Mapa Cor-de-Rosa?
A dinastia filipina foi uma ocupação de Portugal por Espanha?
Os Távora conspiraram mesmo contra D. José?
Sá Carneiro foi assassinado?
Quem chamou a troika? Conhece bem a história portuguesa?
Este livro serve para testar os seus conhecimentos da histórida do país, um dos países da Europa que há mais tempo fixaram as suas fronteiras. Por ser tão fascinante, como de facto é, a história portuguesa merece ser amplamente conhecida e aprofundada, sobretudo por aqueles que são os seus herdeiros – os Portugueses. Descubra factos e curiosidades sobre o percurso luisitano e deslinde as dúvidas que arrastava consigo mas nunca tinha conseguido esclarecer. De Viriato aos nossos dias, são 150 Perguntas e Respostas Essenciais sobre a História de Portugal."






"Uma obra fundamental para conhecer uma das mais cruéis e sangrentas guerras da História europeia Madrid, Julho de 1936, Calvo Sotelo acaba de ser assassinado. Cinco dias depois desencadeia-se uma revolta militar que irá culminar na Guerra Civil Espanhola. Esta prolongou-se por 33 meses… 986 dias de inferno, durante os quais mais de 600.000 pessoas encontraram a morte numa guerra cruel que deixou um país despedaçado e de luto. A Guerra Civil de Espanha é um relato fidedigno de um período negro na História não só de Espanha, mas de toda a Europa."









"Nos ombros de um homem recai o destino de uma nação. Nascido entre a nobreza de Inglaterra, Uhtred é o herdeiro das terras de Bebbanburg na Northumbria. Aos 10 anos foi para a guerra pela primeira vez e viu o seu pai morrer em combate. Raptado pelos vikings, tornou-se primeiro um escravo e, depois, um filho para Ragnar, o Destemido. O destino tornou-o um guerreiro viking, mas o destino também trouxe traição. E essa traição levou-o até Alfredo, Rei de Wessex, o último reino a resistir à invasão dos vikings. A quem será Uhtred fiel? Em O último Reino, Cornwell transporta-nos para um passado violento e apaixonante, onde testemunhamos o nascer de Inglaterra e de toda uma nova era."






"O trabalho da autora questiona preconceitos e provoca reflexões profundas. Existem mulheres negras, brancas, morenas, latinas, asiáticas, indianas, indígenas. Existem engenheiras, donas de casa, prostitutas, ministras, artistas, executivas, atrizes. Há mulheres cegas, surdas, mudas. Mulheres bipolares, deprimidas, ansiosas. Existem heterossexuais, lésbicas, bissexuais, arromânticas, pansexuais, assexuais. Mulheres cristãs, ateias, budistas, muçulmanas. Há mulheres que não são ativistas, que nunca ouviram falar em feminismo, que nunca discutiram racismo. Mulheres que lutam de formas diferentes, a partir de ideias que não conhecemos. Existem mulheres que têm vergonha de partilhar as suas escolhas por medo de serem julgadas. E existem mulheres que discordam de tudo o que eu disse até aqui. Cada Mulher tem a sua própria história, e acredito que todas merecem ser ouvidas e representadas. A minha abordagem será abrangente, convidando todos os que partilhem comigo essa ideia de liberdade a celebrar a diversidade do ser humano."



"Alimentação consciente e natural dos quatro cantos do mundo Uma coleção de receitas perfeitas para aqueles que adoram comida saudável, nutritiva e deliciosa, inspirada em sabores dos quatro cantos do mundo. Daniela Ricardo é uma especialista em cozinha natural, com base na filosofia macrobiótica, e adora descobrir os melhores sabores das culturas mais distantes. Para preparar este livro, viajou pelos mercados e recantos de países tão fascinantes como Tailândia, Nepal, Marrocos, Vietname, Brasil, Camboja, Perú e Índia. Venha inspirar-se com receitas ancestrais como o cuscuz marroquino, o ceviche pré-inca, as saladas khmer, o Gajjar Halwa indiano ou os momos com toque de gengibre típicos dos albergues de montanha do Nepal. Misturando notas e fotos pessoais das viagens com dicas e curiosidades, Daniela Ricardo apresenta-nos receitas com ingredientes fáceis de encontrar e instruções simples que nos conduzem a uma alimentação saudável e a uma vida mais feliz e vibrante."




"Comer. Nutrir. Brilhar é o livro do momento e a sua autora Amelia Freer uma das mais reconhecidas e requisitadas terapeutas nutricionais que tem mudado o estilo de vida de inúmeras personalidades, como Boy George e Sam Smith. O livro chega agora a Portugal pela Jacarandá Editora. São 10 passos simples para perder peso, parecer mais jovem e sentir-se melhor, apresentando ainda 25 receitas originais e deliciosas para uma alimentação saudável. Bestseller internacional, o livro esteve no #1 da Amazon durante vários meses e em todos os tops no Reino Unido durante 2015, permanecendo ainda este ano. Foi também o terceiro livro de Saúde e Bem-Estar que mais vendeu no ano passado no Reino Unido."






"O longo caminho de regresso, de António Bizarro, é a mais recente novidade da chancela digital da Porto Editora e está agora disponível em coolbooks.pt e também na livraria virtual wook.pt. São onze contos passados numa cidade em que cabem milhões de histórias. Construída às margens do rio Árion, Saint Paul é uma urbe negra que surge da fusão entre São Paulo, Barreiro e Lisboa. Em O longo caminho de regresso, neste cenário cinzento e industrial, o leitor encontra contos inspirados por eventos reais – por exemplo, Johanna e os Demónios, baseado numa situação ocorrida em Portugal, no ano de 1933, numa aldeia que ficou conhecida pelo epónimo sinistro de Mataqueima – ou a presença de personagens recorrentes, como Tony Dornbusch, um escritor em busca de respostas e a projeção autobiográfica quase caricatural do autor. Dominada pela sombra do Instituto MacLaren, que parece insinuar uma nefasta influência nos incidentes misteriosos que acontecem por toda a obra, Saint Paul será palco de homícidios, exorcismos e confrontos pelo futuro da Humanidade."



"Em O último encore, romance de estreia de Paulo Costa, fala-se sobre a passagem para a vida adulta, acompanhada de uma banda sonora que vai deixar o leitor agarrado. Uma viagem ao mundo da música e das bandas de garagem, disponível agora em coolbooks.pt e também na livraria virtual wook.pt. Ao mudar-se de Nova Iorque com o pai, o adolescente Cliff nada mais espera do que tédio quando chega a uma pequena cidade de Portugal. Como poderá prosseguir os seus sonhos de formar uma banda de sucesso num país tão pequeno? Porém, o jovem protagonista não desiste e decide espantar a revolta e o tédio que sente criando uma banda de rock. E na cidade que julgava o fim do mundo vai encontrar não só a música, ao descobrir colegas de escola que partilham os mesmos gostos, mas também a amizade, o amor e uma história familiar que todos pensaram estar enterrada."





"D. Maria II – Tudo por um Reino, o quarto romance histórico da autora bestseller, Isabel Stilwell. Este romance conta-nos a história de Maria da Glória, que com apenas 7 anos de idade se torna rainha de um reino que não conhecia. Uma mãe dedicada e política de pulso forte que durante dezanove anos comandou os destinos de Portugal. A sua infância foi vivida no Brasil, dias longos e quentes entre os morros verdes e as praias de areia branca, segura pelo amor da sua adorada mãe, Leopoldina da Áustria. A ensombrar esta felicidade apenas Domitília, a amante do imperador do Brasil e seu pai, D. Pedro IV de Portugal. Em 1828, parte rumo a Viena para ser educada na corte dos avós. Para trás deixa a mãe sepultada, os seus queridos irmãos e a marquesa de Aguiar, amiga e protetora. Traída pelo seu tio D. Miguel, que se declarara rei de Portugal, D. Maria acaba por desembarcar em Londres, onde conhece Vitória, a herdeira da coroa de Inglaterra. Ficarão para sempre ligadas por uma estreita relação de amizade que as suas cartas, quase diárias, nos revelam. Aos 14 anos, D. Maria II pisa pela primeira vez o solo do seu país, um reino destroçado pelas guerras entre liberais e absolutistas. Fracassada a união com o tio Miguel, agora exilado, casa com Augusto de Beauharnais, que morre um ano depois. Teimosa, não desiste da felicidade e encontra-a junto de D. Fernando de Saxe-Coburgo-Gotha, pai dos seus onze filhos. Determinada, não desiste do trono, contra tudo e contra todos."



""Diogo Piçarra em Pessoa" é um projecto criativo de descoberta, reinvenção e reconstrução da obra de Fernando Pessoa e seus heterónimos, da autoria do músico Diogo Piçarra. O projecto destina-se a alunos do 7.º ao 12.º anos de escolaridade e inclui a edição de um livro, a exibição de uma peça de teatro e a adaptação musical de poemas. No livro, com o mesmo nome do projecto, Piçarra reinventa-se em Pessoa e na sua heteronímia, apresentando uma reconstrução de 20 poemas pessoanos, tendo por base as suas próprias vivências e as vivências dos seus próprios heterónimos, concebidos para o efeito. O livro tem uma natureza interactiva, onde o leitor é desafiado a criar a sua própria versão dos poemas de Fernando Pessoa e a construir a biografia dos seus heterónimos. Cada poema apresentado no livro é também representado por ilustrações simples, que acompanharão o leitor na interpretação e análise da obra de Pessoa. A dramatização dos poemas constantes no livro resulta na montagem e exibição de uma peça de teatro, onde Pessoa e Piçarra (e respetivos heterónimos) se confrontam, em diálogos complexos, mas entusiasmantes, sobre as suas percepções da vida. O projecto também incluiu a adaptação musical de dois poemas do livro: um poema de Fernando Pessoa e a reconstrução do mesmo feita pelo Diogo Piçarra. Este projecto foi desenvolvido numa parceria entre Diogo Piçarra e a empresa Betweien, Spinoff da Universidade do Minho, especializada na área da educação, com vários anos de experiência na concepção e implementação de projectos inovadores em todo o país."

Partilha no Facebook, Twitter ou Google Buzz:
Partilha no teu Facebook Partilha no teu Twitter Pubblica noGoogle Buzz

0 Opiniões:

Enviar um comentário

Obrigada por ter passado pelo nosso Blog e por comentar! A equipa do FLAMES agradece ;)

Ocorreu um erro neste dispositivo

1%

1%