Envie esta página a um amigo!

segunda-feira, 3 de novembro de 2014

4

Filme: A culpa é das estrelas (2014)



Realizado: Josh Boone
Ano: 2014
Cast:
Shailene Woodley ... Hazel
Ansel Elgort ... Gus
Nat Wolff ... Isaac
Laura Dern ... Frannie
Sam Trammell ... Michael

Este foi dos filmes mais falados nos últimos tempos, e as minhas expectativas estavam ao rubro! Não li o livro e duvido que vá ler, não porque não tenha gostado do filme, mas porque uma pessoa de grande confiança para mim me informou que o filme está muito fiel ao livro e, para ser honesta, quando sei disto fico descansada. Ou seja, vi o filme, e para mim está bem! Tenho TANTOS livros para ler que fico mais descansada assim. Claro que os livros são sempre melhores, têm sempre mais pormenores e fazem sentir mais emoções, mas se sei que um filme está bem adaptado ao livro, então é raro dar oportunidade ao livro a seguir. 

A meu ver a história não está muito original e o seu fim não é surpreendente, mas não deixou de ser um filme que vi com agrado e emoção. 

Mais engraçado é o facto de grande parte do filme se centrar numa possível ida a Amesterdão (não conto mais por causa de spoilers) e de eu ter acabado por ter de ir a Amesterdão uns dias depois. Fartei-me de me lembrar do filme durante a viagem. 
A história, dizia eu, não é nada de muito origina: Hazel e Gus são dois adolescentes que se encontram num grupo de apoio para doentes que têm, ou já tiveram, cancro. Ambos sentem uma grande empatia e amor, mas será o cancro (aquilo que os uniu) a razão pela qual não deverão ficar juntos?

O saldo é positivo. Valeu bem a pena ver o filme. Durante todo o tempo questionamos várias coisas e somos envolvidos pela história, mas tenho medo que muita gente vá com grande expectativas e se desiluda.

Por isso, se já viram o filme, digam-nos o que acharam e se concordam connosco :)

ATENÇÃO - Há spoilers nos COMENTÁRIOS

Partilha no Facebook, Twitter ou Google Buzz:
Partilha no teu Facebook Partilha no teu Twitter Pubblica noGoogle Buzz

4 comentários:

  1. Que engraçado, vi este filme na sexta-feira.
    Também me fez lembrar muito Amesterdão, porque estive lá em Agosto, e levei essa parte do filme: olha, olha, lembras-te?
    O filme até me surpreendeu, porque levei o filme todo a pensar que a personagem que ia morrer era outra... Depois, às tantas há uma reviravolta e eu entendo que, afinal, ia ser outra...

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Ehehehe, realmente, que coincidência.
      Sim, isso também me aconteceu. Essa foi talvez a parte mais surpreendente do filme.
      Beijinho Olinda :)

      Eliminar

Obrigada por ter passado pelo nosso Blog e por comentar! A equipa do FLAMES agradece ;)

Ocorreu um erro neste dispositivo

1%

1%