Envie esta página a um amigo!

segunda-feira, 22 de fevereiro de 2010

4

Filme: The Hurt Locker







 
You'll know when you're in it

Ano: 2009
Realizador: Kathryn Bigelow (curiosidade: é a ex-mulher de James Cameron!)
Data de lançamento em Portugal: 17 Setembro2009
Género: Drama, Acção, Guerra, Thriller

A semana dos Óscares está cada vez mais perto e é nossa intenção dar-vos o maior número de reviews que conseguirmos (o que está a ser um pouco complicado...o trabalho aperta), mas lá vamos tentando...(para não falar do dinheiro que se gasta no cinema...)
A tarefa complica-se ainda mais quando os filmes são uma grande...digamos...SECA (termo técnico)! Sim, senhoras e senhores, finalmente um filme que NÃO recomendamos a ninguém e que esperamos, vivamente, não venha a ganhar nenhum óscar (ou seria uma tremenda injustiça).
Com isto, surge uma outra pergunta: o que é que se passa com os críticos que dizem maravilhas do filme? De facto, Hurt Locker é um dos grandes concorrentes a ganhar a estatuinha de ouro... Ou andam ceguinhos, ou então querem ajudar a ex-mulher do James Cameron a fazer-lhe uma desfeita! (Vá...estamos a ser mázinhas...coitados dos senhores têm direito à sua opinião).

Vá...já chega de falar mal do filme...se estão mesmo interessados, vejam os últimos 15 minutos...é suficiente (e a unica coisa que se safa)...bolas, foi inevitável voltar a falar mal!
Foi sem dúvida uma grande desilusão de filme, super cliché e com um protagonista deveras irritante que, não só se diverte a colocar a sua vida em risco, como a dos seus colegas mas, como é um "herói", não lhe acontece nada e é idolatrado por todos (onde é que já vimos isto? hum....) Uma vez que era um filme que pretendia demonstrar o que se passa no Iraque (de forma realista), colocar um protagonista que não segue as regras e quebra protocolos, não nos pareceu ter sido a melhor ideia! Por outro lado, acabam apenas por ver o lado bom da presença dos americanos em combate (novamente perguntamos, não era suposto ser um filme realista?)
É um filme muito longo que se fosse APENAS composto pelos últimos 10 minutos do filme, talvez desse uma boa e suportável curta metragem!
Ponto forte do filme: o querer demonstrar o que se passa em combate de uma forma realista (tirando as partes de heroísmo idiotas do protagonista).

História: durante o filme acompanhamos uma brigada de anti-bombas no Iraque! E...é só! 
Uma óptima semana a todos! Bons FLAMES! :)

PS. Deveria haver a possibilidade de o dinheiro, no cinema, nos ser devolvido caso o filme não nos agrade, não acham? Inventem lá um detector de desagrado 100% fiável que o pessoal anda cansado de pagar tanto por um filme!

Trailer


AH, e não te esqueças de participar no nosso PASSATEMPO para ganhares o DVD The Queen vencedor de óscar de melhor actriz em 2006...PARTICIPA 

Partilha no Facebook, Twitter ou Google Buzz:
Partilha no teu Facebook Partilha no teu Twitter Pubblica noGoogle Buzz

4 comentários:

  1. Bem......era para ver o filme mas agora fiquei na dúvida. Se calhar vou utilizar esses minutos do meu tempo de forma mais útil.

    Boa semana!!!

    ResponderEliminar
  2. Filmes de guerra não são fáceis de se fazer... pelo menos filmes bons, claro. Este não é excepção! Apesar de se estar a dar lindamente com as críticas, espero bem que o filme não ganhe óscar nenhum, porque na verdade é o meu odiozinho de estimação deste ano. Eu adormeci 3 vezes a ver o filme!! Nunca me tinha acontecido tal coisa (e eu já fui ver o 3º lord of the rings à meia-noite!!!)!
    Bem, agora apoiando a minha opinião, bem podem ler o review porque está lá tudo! O filme é (demasiado) longo, o protagonista é um pseudo-Dr House mas na brigada anti-bombas (quebrando protocolos e regras de segurança como se não houvesse amanhã - piadinha, visto que no emprego dele pode mesmo não haver amanhã) e, derivado da sua personalidade e actos, o filme acaba por fracassar na demonstração da realidade da guerra. Existe uma linha distinta entre o herói e o idiota e esta protagonista não passa de um idiota! E em muito tempo não encontrava uma personagem tão irritante num filme...
    Este filme não passa de um conjunto de momentos inúteis, culminando num "thought-provoking" mas pouco entusiasmático clímax (que está longe de ser suficiente para redimir o filme) e mesmo nesses momentos inúteis, onde era suposto nós criarmos uma ligação com as personagens, não só nos distanciamos da maioria das personagens, como chegamos a detestar o protagonita!!
    Enfim, foi um filme que me arrependi de ver (como devem ter reparado...)
    Bela review meninas ;)

    ResponderEliminar
  3. @ Mary: Pois...é melhor aproveitares o tempo...ou então vê o filme da mesma forma que viste o 1900

    @Remolha: concordamos plenamente contigo, mas a tua má referência ao lor of the rings está a fazernos pensar em te vedar a vinda ao Flames ;) LOL

    ResponderEliminar
  4. Já devia ter visto este filme...já parei em frente ao cinema a olhar para o cartaz várias vezes...ao que coço a cabeça e digo nããããã e vou ver outra coisa qualquer. Não sei...não tem um xaxãm que chame por mim. Mas será visto...um dia...como todos xD

    Beijo grande*

    ResponderEliminar

Obrigada por ter passado pelo nosso Blog e por comentar! A equipa do FLAMES agradece ;)

Gadget

Este conteúdo ainda não se encontra disponível em ligações encriptadas.

1%

1%