Envie esta página a um amigo!

quinta-feira, 11 de fevereiro de 2010

7

Filme: Sacanas sem lei


Título Original: Inglourious Basterds
Ano: 2009
Género: Drama, Guerra, Thriller
Direcção: Quentin Tarantino

Com os Óscares à porta seria impossível não falarmos de Inglourious Basterds, ou não estivesse ele nomeado para 8 estatuetas douradas, incluindo a de melhor filme.

A história passa-se durante a 2ª Guerra Mundial, numa França ocupada pelos soldados nazis que espalham o terror entre os judeus. Contudo, a história muda de figura quando um grupo de soldados americanos judeus, conhecidos como The Basterds, liderado por Lieutenant Aldo Raine decide divertir-se à custa dos soldados nazis. Assim, dão início a uma caça aos nazis, mais precisamente, a uma caça aos escalpes dos nazis (sim, já devem ter percebido que, bem ao estilo de Tarantino, o filme tem cenas de violência com muito sangue à mistura). Não é preciso muito tempo até que The Basterds ganhem fama entre as tropas nazis e comecem a ser temidos por estas.

Entretanto, entre todo o sangue e confusão que o grupo de soldados americanos espalha pelo país, Shosanna Dreyfus, uma judia que sobreviveu à perseguição dos soldados alemães, adopta um novo nome, Emmanuelle Mimieux, e decide recomeçar a sua vida em Paris como directora de uma sala de cinema. Contudo, não resiste à tentação quando esta se lhe apresenta sob a forma de um soldado alemão por si apaixonado e Emmanuelle percebe que tem a oportunidade de vingar a sua família e todos os judeus ao oferecer a sua sala de cinema para que nela seja estreado o filme “Nation’s Pride”. Não haveria nada de especial em relação à estreia se não fosse o simples facto de as mais altas patentes do exército alemão estarem presentes incluindo o próprio Adolf Hitler. Assim, Emmanuelle decide transformar a sua sala de cinema numa verdadeira armadilha, sem saber que The Basterds também não querem deixar passar a oportunidade de tornar esta estreia…verdadeiramente explosiva.

Na nossa opinião, Inglourious Basterds dá-nos a oportunidade de nos "vingarmos" um bocadinho por tudo aquilo que os soldados nazis fizeram ao mesmo tempo que ficamos a conhecer um pouco melhor como as perseguições daquela altura eram realizadas e como é que as vítimas viviam todo o processo num clima de autêntico medo e terror.
Contudo, apesar da brilhante interpretação de Christoph Waltz, nomeado para o Óscar de melhor actor secundário, achamos que o filme não justifica uma ida ao cinema já que acaba por ser um filme algo cansativo (cenas longuíssimas com diálogos desnecessários) que “corre uma maratona” para chegar aos momentos que realmente interessam quando podia perfeitamente ter optado pelos “200 metros”.
No entanto, não deixa de ser um filme interessante para quem aprecia o trabalho de Tarantino e gosta de ver filmes que primam pela "estranha" originalidade a que este reconhecido director de cinema nos habituou.

Trailer


PS: Não te esqueças de participar no nosso PASSATEMPO ;)

Partilha no Facebook, Twitter ou Google Buzz:
Partilha no teu Facebook Partilha no teu Twitter Pubblica noGoogle Buzz

7 comentários:

  1. O Tarantino é simplesmente unico! Do seu sentido de humor macabramente apurado a uma capacidade de levar as ideias mais obscuras para o grande ecran...ele é grande em tudo o que faz...e claro, meio louco...mas é uma loucura saudavel e boa de se ver. É verdade que ou se gosta ou não se gosta da obra dele...eu cá sou fã assumida...e esse filme é uma delicia!! xD

    Beijo meninasssssssssssssss

    ResponderEliminar
  2. ah meninas, discordo. há muito filme que não me devia ter levado ao cinema, mas este de facto não era um deles! e os diálogos são das melhores partes!!!! claro que pronto, isto é para quem é fã de tarantino. tarantino é tipo woody allen, não é para todos gostarem, é uma espécie de coisa. lol

    mas para quem ama de paixão aquela mente retorcida, o filme é muito bom mesmo. muito bom.

    (não lhe chames longo, vá. não é como se andássemos dois filmes finalmente à espera de que se matasse o bill - e esses dois são brutais também xD é o tarantino, que é que se há-de fazer!! )

    ResponderEliminar
  3. Opa, eu nunca fui grande fã do tarantino, ele tem o seu estilo é verdade, mas acho que caiu no goto dos críticos. Eu também não tenho os conhecimentos necessários para fazer uma análise cuidada e muito menos imparcial (visto que eu não vou com a cara do homem), no entanto não gostei nada do filme. Era longo, era aborrecido e nem me importaria de o ver em casa, mas como gastei o dinheiro no bilhete de cinema fiquei mesmo irritado com o filme. Tenho de concordar com as reviewers no que toca à actuação do Waltz que espero bem que ganhe o oscar, mas foi a única coisa que se aproveitou. Única coisa também não, admito que o climax foi bem conseguido, mas estas foram as únicas coisas que gostei.
    Mas penso que para fãs de tarantino, não me choca nada que gostem do filme. Tem tudo aquilo a que o realizador nos habituou, diálogos longos, um pouco invulgares, mas onde se nota que houve muito trabalho; um pouco de violência (se bem que muito menos do que eu estava à espera); um pouquinho de humor negro (e aqui estava à espera que o filme brilhasse, mas ficou muito aquém das minhas espectativas) e pequenas referências a outras obras (desde filmes do tarantino mais antigos até outros filmes de outros realizadores - aqui confesso que não me apercebi destas referências, é daquelas coisas que uma pessoa se apercebe ao ver o filme uma segunda ou terceira vez - mas, ao falar com pessoas que percebem mais disto do que eu, tenho de admitir que as referencias estão lá e são só para o olho mais atento)
    Pronto, opinião final, é um filme dificil, não tem muito a ver comigo, mas pronto para hardcore fãs do tarantino é um must que vos vais entreter e que vos vai obrigar a ver o filme pelo menos mais uma vez.
    Mais uma vez, bela review, concordo com a vossa opinião e tenho de admitir que pegaram em todos os aspectos do filme que realmente me incomodaram
    Keep up the good work!!

    ResponderEliminar
  4. Remolha, com o teu comentário conseguiste transmitir exactamente a nossa opinião em relação ao filme ;)

    ResponderEliminar
  5. Por acaso (por incrivel que pareça) concordo 100% com o remolha e o RED :)
    E gostei muito do review :)

    tenho pena do dinheiro que gastei no cinema...gostava de o ter visto em casa :(

    ResponderEliminar
  6. Agradeço o comentário ao meu blog :)

    vi no vosso perfil que fazem posts com divulgação de livros e outras coisas... E gostaria de perguntar se estariam interessados em divulgar/criticar o meu, Mistério em Connellsville.

    Todas as informações estão disponíveis no meu outro blog, www.misterioemconnellsville.blogspot.com

    Fico a aguardar resposta ;)

    ResponderEliminar
  7. Devo dizer e frisar que não sou tão conhecedora, e isto é a minha modesta opinião, com base no pouco que sei.
    Não acho que seja por extremos ou se gosta ou não, mas talvez é um filme que requer conhecimentos talvez até da história do cinema.
    Mas o ponto que quero salientar é que acho que o "Inglourious Basterds" vale a pena de ver, só pela sua piada de desfrutar de um resposta concreta do que aconteceu ao Hitler e ver que ele morre de uma forma que só dá mesmo para dizer "bem feita!".
    *

    ResponderEliminar

Obrigada por ter passado pelo nosso Blog e por comentar! A equipa do FLAMES agradece ;)

Gadget

Este conteúdo ainda não se encontra disponível em ligações encriptadas.

1%

1%