Envie esta página a um amigo!

sábado, 16 de maio de 2015

0

99ª Entrevista do FLAMES: ÁTOA (banda portuguesa)


ÁTOA

São 4 grandes amigos de 18 anos, naturais de Évora, que começaram a fazer música sem imaginar que um dia teriam um contrato com a Universal.
Começaram por publicar as suas músicas no Tradiio e quando ganharam um desafio promovido pela própria plataforma estavam abertas as portas para o sucesso. Através de uma parceria que tem com o Tradiio, a Universal rapidamente descobriu esta banda prodígio e convidou-os a gravar o seu primeiro álbum de estúdio.
Os próximos meses serão de muito trabalho. Contudo, o Guilherme, o João, o Rodrigo e o Mário não estarão apenas em estúdio, já que irão viajar pelo país a dar concertos.
Venham conhecer os Átoa! 

A todos os músicos o FLAMES pergunta...

Qual o significado do nome da banda?
O nome ÁTOA define a forma e o conceito com que surgiu a banda. Tudo era à toa inicialmente, os ensaios, as composições, tudo!

Como é que se conheceram e porque decidiram formar uma banda?
O João e o Gui conheceram-se mais cedo, na escola, com cerca de 6 anos. Depois no conservatório de música, o Guilherme conheceu o Rodrigo e mais tarde com a entrada do João no conservatório este conheceu também o Rodrigo. Já no secundário o João foi da mesma turma que o Mário. Decidiram formar uma banda porque todos partilhávamos o mesmo gosto pela música, e tínhamos interesse em divulgar as nossas composições.

Quais são os artistas que mais vos inspiram?
Talvez Azeitonas, Miguel Araújo, António Zambujo e alguns que ainda não são nomes tão grandes mas que também nos influenciam muito, como Golden Slumbers e Buba Espinho.

Qual o local onde mais gostariam de actuar?
Nos maiores festivais do nosso país.

Que mensagem gostariam de ver ser erguida num cartaz durante um concerto vosso?
“Estamos ÁTOA”

Aos Átoa o FLAMES pergunta...

Acham que o facto de serem todos tão jovens pode ser uma vantagem ou um entrave neste início de carreira no mundo da música?
Acho que não é um entrave, nós trabalhamos muito e há um esforço enorme para fazer tudo bem feito. No entanto acho que com a idade ainda vamos ganhar muita experiência e evoluir mais. O facto de sermos tão jovens faz com que estejamos abertos a aprender mais e a crescer como músicos.

A forma como os quatro se conheceram e formaram a banda foi bastante natural e espontânea. Isso traduz também a vossa forma de criar música?
Sim, sem dúvida. Nós escrevemos quando do nada nos surge uma história, uma palavra ou uma frase interessante. Escrevemos literalmente à toa.

Com tantos novos artistas a tentar vingar no mundo da música em Portugal qual acham que será o factor que vos vai distinguir dos outros novos músicos?
O trabalho, o esforço, a dedicação e sem dúvida a união que existe entre nós todos e a nossa fantástica equipa. Somos muito unidos.

Qual seria a melhor coisa que vos poderia acontecer nesta fase inicial da vossa carreira?
Tornar o “Falar a Dois” num tema viral!

O Tradiio tem uma especial importância para vocês, certo? Actualmente usam-no para conhecer outros artistas? Aconselham outros músicos a utilizar esta plataforma para se darem a conhecer ao público?
Sim, foi no Tradiio que disponibilizámos o “Falar a Dois” e a “Distância”, além do youtube. Aconselhamos totalmente outros músicos a usarem a plataforma porque promovem as suas músicas, na base do Tradiio, que acaba por ser um jogo virtual de música.

Quais são os vossos próximos passos e onde é que poderemos encontrar-vos nos próximos tempos?
Os nossos próximos passos são evoluir como banda e agradar ao público com os temas que fazem parte do nosso reportório. Queremos também que as pessoas se identifiquem com as nossas músicas e as cantem! Dia 16 de Maio estaremos na semana académica do Algarve, dia 30 de Maio na Escola Secundária do Restelo, e dia 12 de agosto em Reguengos de Monsaraz, na Exporeg. Mas há mais concertos marcados mas que ainda não podemos anunciar.

 Muito Obrigada aos Átoa e boa sorte na vossa carreira!

Partilha no Facebook, Twitter ou Google Buzz:
Partilha no teu Facebook Partilha no teu Twitter Pubblica noGoogle Buzz

0 Opiniões:

Enviar um comentário

Obrigada por ter passado pelo nosso Blog e por comentar! A equipa do FLAMES agradece ;)

Gadget

Este conteúdo ainda não se encontra disponível em ligações encriptadas.

1%

1%