Envie esta página a um amigo!

sexta-feira, 17 de julho de 2015

0

Entretenimento: Melody Gardot - Currency of Man


Melody Gardot - Currency of Man
 

Preparem-se! Olhem bem para este post! Vejam bem este disco! Preparem-se porque esta artista vai dar muito que falar!

Foram precisamente estes pensamentos que me passaram pela cabeça assim que coloquei este CD a tocar e me apercebi da qualidade desta artista. 



Mais uma vez, houve um grande cuidado na questão gráfica deste álbum!
Adoro quando se nota um esforço por parte do artista / casa discográfica para criar, mais do que um novo álbum, uma obra de arte!
Penso que aqui, esta questão seja inquestionável. 


Quanto às músicas e estilo da artista, aqui muito poderia escrever, correndo no entanto o risco de poder estar a ser injusta. 
A questão é que, assim que ouvi as músicas, me apercebi que apesar de esta cantora ter um estilo próprio, ela "toca" em alguns estilos. Por exemplo, Melody Gardot acaba por fazer lembrar um pouco o estilo de Adele ou mesmo, por vezes, Amy Winehouse. 


1. Don't Misunderstand
2. Don't Talk
3. It Gonna Come
4. Bad News
5. She Don't Know
6. Palmas Da Rua
7. Same To You
8. No Man's Prize
9. March For Mingus
10. Preacherman
11. Morning Sun
12. If I Ever Recall Your Face
13. Once I Was Loved
14. After The Rain
15. Burying My Troubles


Mas este álbum não é apenas uma compilação de meras músicas. Em algumas faixas há uma grande componente social na letra, e isso transforma qualquer música, para mim pelo menos, em algo que vale muito mais a pena de se ouvir. É por isso que, no final, considero este álbum, mais do que um mero CD, uma verdadeira obra de arte. 

Portanto aqui, a autora apresenta-nos toques de "filme noir" ao estilo dos anos 50, fazendo-nos literalmente viajar no tempo. 

Uma outra questão que vos gostaria de falar prende-se com um grande acidente que a cantora sofreu quando estava a andar de bicicleta, tento sido atropelada por um caroo. Depois desse acidente, Melody referiu que usou a música como terapia, e penso que só alguém que viva tão intensamente a música possa, depois, criar algo de tão formidável. Sim, porque esta não é uma artista que se limita a cantar o que é composto para ela. Gardot envolve-se de forma extrema na criação das faixas. 

Não deixem de a ouvir!

Em 3 palavras este álbum é:

Poderoso
Intenso
Misterioso

Partilha no Facebook, Twitter ou Google Buzz:
Partilha no teu Facebook Partilha no teu Twitter Pubblica noGoogle Buzz

0 Opiniões:

Enviar um comentário

Obrigada por ter passado pelo nosso Blog e por comentar! A equipa do FLAMES agradece ;)

Gadget

Este conteúdo ainda não se encontra disponível em ligações encriptadas.

1%

1%