Envie esta página a um amigo!

segunda-feira, 2 de setembro de 2013

0

Livro: Em defesa de Jacob



Editora: Esfera dos Livros
Título: Em defesa de Jacob
Colecção: Romance
Número de páginas: +/- 392

Imagine que tem um filho... Ok, para alguns imaginar isto não será difícil! Agora, imagine que é procurador-geral adjunto e que está a investigar o assassínio de um miúdo de 14 anos. Imagine, ainda, que a dada altura acusam o seu próprio filho de ter assassinado esse jovem. É o que acontece ao protagonista desta electrizante história.
Andy Barber vê o seu filho Jacob acusado de um assassinato que, diz ele, não cometeu. Como bom pai, Andy decide que terá de o proteger e que fará qualquer coisa ao seu alcance para provar a inocência do filho. Mas será que Jacob é mesmo inocente? É que todos os sinais apontam para o contrário...!! Conseguirá Andy manter-se fiel ao filho e defendê-lo até ao fim, ao mesmo tempo que luta para preservar um casamento que, até há pouco tempo, parecia perfeito? Com o tempo, Andy vai ter que lidar com alguns dos seus segredos do passado, descobrindo que o filho não é o que sempre imaginou...


"Em defesa de Jacob" foi dos livros mais falados nos últimos tempos, e chamou-nos logo à atenção. O tema é, já por si, fenomenal. O tempo todo lutamos e esperneamos na tentativa de chegar à conclusão: foi ou não Jacob? Terá Andy sobrevalorizado o facto de ser seu pai o que faz com que olhe com outros olhos a realidade das próprias provas?
Com a leitura deste livro foi-me fácil compreender porque foi considerado, por muitos, o livro do ano.
Não é só a história que está original... a própria forma como ela é contada varia ao longo dos capítulos, por forma a que a leitura se torne não só menos monótona como, também, original e interessante.

Alguns livros contam apenas uma história. Este faz muito mais do que isso. Aprendemos, ao longo da sua leitura, como funciona (para o bem ou para o mal) o sistema jurídico. Aprendemos, ainda, alguns conceitos novos (e importantes) sobre genética! Mas o autor não o faz de forma maçadora. Em vez disso, encontra formas bem pensadas para nos transmitir a informação de forma acurada, precisa, e interessante.

Depois, tem "aquele" final!! Ou seja, William Landay oferece ao leitor um final insólito...Sem dúvida que muitos dos leitores irão soltar longos "Ahhhhh" de espanto quando se aproximarem, a pouco e pouco, dos últimos capítulos.
Um livro que aconselho, sem dúvida, a todos os nossos leitores!


Partilha no Facebook, Twitter ou Google Buzz:
Partilha no teu Facebook Partilha no teu Twitter Pubblica noGoogle Buzz

0 Opiniões:

Enviar um comentário

Obrigada por ter passado pelo nosso Blog e por comentar! A equipa do FLAMES agradece ;)

Gadget

Este conteúdo ainda não se encontra disponível em ligações encriptadas.

1%

1%