Envie esta página a um amigo!

quinta-feira, 12 de dezembro de 2013

2

Livro: Amores Contados


 
 
Género: Contos
Ano: 2013
Autores: Ana Ferreira, Francisco Vilaça Lopes,
Cristina Milho, Jorge Campião e Rosa Bicho Gonçalves
Editora: Alfarroba

 

Este não é um livro comum. Trata-se de uma antologia de contos resultante de um concurso promovido pela Editora Alfarroba.
Foram centenas de contos a concurso e só os melhores 5 tiveram lugar nas páginas de “Amores Contados”, um livro que tem como ponto fulcral o amor nas suas mais diversas formas. São 5 histórias diferentes escritas por 5 escritores distintos. Cada um deu um toque diferente, abordou o amor de uma nova perspetiva pelo que há aqui, como se costuma dizer, histórias para todos os gostos.
 
Enquanto leitora, não posso afirmar que tenha sido tocada por todas as histórias de igual forma. Para mim, o livro começa algo “morno” com o conto “Uma questão matemática” (Ana Ferreira): trata-se de uma história que alia o amor à importância do sexo numa relação; uma narrativa com uma linguagem atual e comum e ligeiramente explícita.
 
Seguem-se “Amor de Viagem” (Francisco Vilaça Lopes) e “As fotografias falam baixinho” (Cristina Milho): dois contos interessantes, à sua maneira, que farão as delícias dos leitores mais inclinados para um estilo de escrita mais poética e corrida.
 
O quarto conto, “Café Avenida” (Jorge Campião), apresenta uma história simultaneamente dramática e intrigante, onde a traição numa relação assume o maior destaque, com um final surpreendente e bastante irónico.
 
Mas a verdadeira pérola do livro, na minha opinião, está no último conto “Um, Dois, Três” (Rosa Bicho Gonçalves), a história mais curta do livro (apenas 5 páginas) mas com uma intensidade incrível. Um conto que fala da dor da perda e que transporta o leitor para uma realidade repleta de emoções fortes. Uma história perfeita que só peca por ser tão curta.
 
Esta foi a primeira antologia de contos por autores portugueses que li e não penso ficar-me por aqui. É de louvar este tipo de iniciativas que dão voz às dezenas de escritores portugueses desconhecidos que têm, assim, a possibilidade de entrar em nossas casas e chegar até nós.
Uma iniciativa de louvar!

Partilha no Facebook, Twitter ou Google Buzz:
Partilha no teu Facebook Partilha no teu Twitter Pubblica noGoogle Buzz

2 comentários:

  1. Também ando numa de descoberta dos contos.
    Estou a adorar!
    Bj

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Em matéria de contos portugueses contemporâneos este foi o meu primeiro livro, mas não conto ficar-me por aqui ;)

      Eliminar

Obrigada por ter passado pelo nosso Blog e por comentar! A equipa do FLAMES agradece ;)

Gadget

Este conteúdo ainda não se encontra disponível em ligações encriptadas.

1%

1%